#TBT: Cacao IPA – Caminito (Buenos Aires)

cacao ipa

O #tbt é com uma cerveja raiz que tomei em Buenos Aires. A Cacao IPA, produzida pela Peñón del Aguila Cerveza, de Córdoba, com a colaboração da Cerveza Crafter. Nela, o cacau está em 3 etapas: na mosturação, na fervura e na maturação. Além da alta presença do cacau, foram inseridos 6 tipos de lúpulos que dão o toque final no aroma e no amargor. Apesar disso, o cacau é bem sutil.

O resultado ficou excelente, uma cerveja equilibrada combinando a doçura do cacau e o amargor do lúpulo. IBU: 58 e ABV: 6%

penon del aguia _logoA cervejaria Peñón del Águila nasceu em 2007, no Vale Calamuchita, com pouco volume de cerveja para fornecer ao restaurante de mesmo nome. Em 2013, abriram a primeira fábrica em La Calera, Córdoba, para fornecer não apenas ao restaurante, mas também alcançar bares e restaurantes em Córdoba diretamente do barril e também para as casas dos consumidores em Garrafas de 330 ml. Em 2016, abriram as portas da nova Fábrica Modelo em Malagueño, com capacidade maior.

Nesse mesmo ano, lançaram a primeira cerveja artesanal em lata da Argentina.

Hoje, a Peñón conta com diversos estilos. Ele vem em suas variedades Kolsch, Honigbier, Oktoberfest, Hefeweisen, Schwarzbier, IPA, American Amber Lager, Walbier, APA, Sour e Mexican Lager.

penon


O ponto turístico é um lugar lindinho demais: o Caminito.

20180413_151513

É mais um dos diversos pontos turísticos de Buenos Aires muito visitado. Aquela mistura de cores dos sobrados da rua chama bastante atenção. É uma rua-museu muito tradicional no bairro La Boca.

Em 1959, quando o ramal da estrada de ferro que passava por ali foi fechado, um grupo de artistas locais, liderados por Quinquela Martín, começou a fazer mosaicos e pinturas nas paredes das moradias. Tornando um atrativo para quem visitava a cidade.

20180413_152528

O nome Caminito é uma homenagem ao tango de Juan Dios Filiberto, que morou no bairro.

O Caminito é uma rua pequena. De um lado fica o museu a céu aberto.

20180413_151006

Do outro, ficam algumas casas, lojinhas e restaurantes.

20180413_151235

Na frente, tem barraquinhas que vendem de tudo um pouco. Inclusive, lá, é ideal para comprar as lembrancinhas para os amigos e familiares.

20180413_151227

Por ali, também ficam alguns dançarinos de tango para fazer uma foto “típica”, pessoas caracterizadas de Maradonna, cachorro vestido etc. Tudo para cobrar uma foto.

20180413_152111

O cão de calça jeans e pochete foi demais. Ficou bonitinho, mas eu achei sacanagem, coitado. cao

Por ali, passa tanto turista que é impossível tirar uma foto na casa principal (onde, hoje, é uma loja da Havanna) sem alguém posando no fundo.

20180413_151324

Mas é uma visita bem rápida, pois é somente isso que tem lá. É um momento para fotos.

20180413_152535

Dizem não ser recomendado ficar andando pelas partes sem movimento, pois é um bairro mais perigoso. Eu fui da La Bombonera até o Caminito a pé. Mas segui pela rua principal, mais movimentada. É sempre bom evitar,né! Ah, nesse caminho, já nos deparamos com algumas casas pintadas, que não fazem parte do Caminito, mas é um aperitivo para a ansiedade de chegar lá logo.

Enfim, a rua, as casas, tudo ali é muito bonito mesmo. E as fotos ficam ótimas!

 

#TBT: Stout no Toro de Hierro – Jardin Botanico (Buenos Aires)

toro de hierro

Como eu gosto de Stout, essa pretinha está por aqui direto, inclusive no #tbt.

Essa é a BlackMoon, uma Stout da Cerveza Buko (Argentina), que tomei na Toro de Hierro, em Buneos Aires. Tem o sabor tostado e notas de café. Bem sedosa devido à adição de aveia. Já o amargor é moderado. Feito com maltes alemães e lúpulo alemão e esloveno.

20180415_032450


O prato de hoje eu comi no mesmo bar. Um Choripan com parrilla com queijo e molho chimichurri, acompanhado com batatas rústicas.

choripan

cerveteca odin

A parrilla é feita no meio do bar. Achei o lugar bem diferentão. Bacana.

palermo

parrilla


O ponto turístico que escolhi, hoje, foi o Jardim Botânico de Buenos Aires.

20180412_110208

Um lugar excelente para descansar, passear e respirar ar puro, longe daquela confusão do centro.

20180412_110447

O jardim fica em Palermo. Por lá encontramos muito verde.

São vários jardins de diferentes estilos. Tem jardim romano, francês e jardim de estilo oriental, onde podemos encontrar espécies típicas dessas regiões.

São 6 mil espécies vegetais que ocupam seus mais de 7 hectares de área. É tão arborizado que faz até frio lá dentro.

20180412_114024

Além do verde, o jardim conta com obras de arte, como esculturas, bustos e monumentos. 

20180412_113824

Lá, fica a mansão de estilo inglês que serviu de moradia para Carlos Thays e sua família durante anos e hoje abriga mostras de arte temporárias e oficinas.

20180412_111643

Carlos foi diretor de Passeios da Cidade de Buenos Aires no período de 1891 a 1913 e responsável por importantes e variados projetos de novas áreas verdes na capital portenha.

 

#TBT: Otro Mundo Brewing – San Telmo (Buenos Aires)

outro mundo

O #tbt de hoje é com a Nut Brown Ale da Otro Mundo Brewing Company, uma cervejaria artesanal da Argentina.

É uma autentica Brown Ale, com aroma de chocolate amargo e tons de caramelo. Seu sabor é leve, adocicado. Sente a presença dos de maltes tostados e frutas secas, dai vem o “nut”. O final, tem um toque amadeirado e pouco amarga, o suficiente para deixá-la equilibrada. Achei uma cerveja artesanal boa.

outromundo logo

A Otro Mundo foi fundada em 2004. Hoje, sua produção está concentrada na província de Santa Fe, Argentina. Seu propósito é fabricar cervejas com as melhores matérias-primas e com os métodos mais cuidadosos e naturais, para proporcionar uma experiência única de cerveja. Um universo de bebidas complexas, cheias de aromas, cores e sabores.

O nome Otro Mundo tem a intenção de passar para os consumidores que existe outro mundo da cerveja, que a cerveja não é o que elas estão acostumadas a beber.

Hoje, eles fabricam diversos estilos: Golden Ale, Strong Red Ale, Nut Brown Ale e IPA.

CERVEZA OTROMUNDO


havanna

O prato do dia é um clássico argentino: o alfajor. Nada mais justo que comer o mais famoso, o que encontra em quase toda esquina de Buenos Aires: o Havanna.

Experimentei diversos sabores na cafeteria da própria Havanna, acompanhados de um bom café. A cafeteira, independentemente de onde esteja, está sempre lotada. Mas vale a pena esperar. É tudo muito gostoso. Apesar que comi alfajores melhores em Montevidéu.

cafe havanna


O ponto turístico de hoje é San Telmo, um dos bairros mais antigos de Buenos Aires, com ruas de pedras com ares de cidade do interior.

20180413_163022

Por ali a gente acha a famosa estátua da Mafalda, que está lá desde agosto de 2009. Ela foi feita em homenagem ao criador do quadrinho, Joaquín Salvador Lavado Tejón, o célebre Quino, que viveu no bairro por algum tempo. Em 2014, quando Mafalda completou 50 anos de existência, ela ganhou a companhia de dois de seus melhores amigos: Susanita e Manolito.

mafalda

Dependendo do dia, tem fila para tirar foto com ela. Quando fui, estava tranquilo.

No caminho, também tem a estátua de Isidoro Cañones, criado por Dante Quinterno em 1935. Típico representante do “playboy” portenho, esperto e picareta, mas também carismático.

san telmo

Além dessas e outras estátuas espalhadas, têm algumas cervejarias artesanais (que estavam fechadas quando fui), e se tiver com tempo, pare na praça, sente e esqueça que existe relógio.

20180413_163731

Se preferir, entre no Mercado Central que dá para comer algumas coisinhas e tomar umas cervejas fresquinhas. O lugar tem mais de 120 anos e vende de tudo.

mercado san telmo

Tem muita opção no bairro. Basta escolher o que mais lhe agrada e relaxe!

 

 

#TBT: Taberna Odin – Jardim Japones (Buenos Aires)

O #tbt de hoje, não vai ser de uma cerveja de Buenos Aires, mas de um lugar muito louco que conheci, que tinha cerveja especial do mundo inteiro: O Taberna Odin.

20180414_225111

Esse é o tipo de lugar que você sabe como chegar, mas não sabe como sair. Ou você lembra como chegou e não lembra como saiu. Nó!

É uma cervejaria artesanal em Palermo, Buenos Aires. É uma casa badalada, lotada, com rock no talo e pessoas tomando cerveja aos montes.

taberna odin

O lugar é bem escuro, percebe-se pelas fotos. Com decoração bem diferente, com caveiras, cabeça de touro, paredes descascadas… tudo bem bizarro, mas que faziam sentido.

A casa tem uma grande variedade de cervejas artesanais. São mais de 150 rótulos de cervejas importadas, em lata ou garrafa. Além das 13 biqueiras com chopes locais e importados como Warsteiner e Adnams.

taberna odin

Nós tomamos alguns chopes locais e algumas importadas.

cerveza importada

Além disso, a casa joga pesado na divulgação da Jagermeister. E tem outras bebidas como uísque, licores e destilados.

Jägermeister

Para comer, a variedade também é grande. Tem pizza, hambúrgueres, nachos, tira-gostos e batatas de todo jeito. Não comemos lá, pois eu estava super incomodada com os homens que dividiam a mesa com a gente. Fumavam um cigarro atrás do outro. E eu já tinha perdido meu olfato por causa deles.

20180415_001406

A casa é ótima. Voltaria lá fácil. A única coisa que me incomodou foi isso, poder fumar dentro da casa. Saímos defumados. E como a casa estava lotada, não dava para trocar de mesa.


O ponto turístico deste #tbt é o Jardim Japonês. Para mim, um dos lugares mais bonitos que fui em Buenos Aires.

jardin japones

20180414_101827

Que paz! Será que no Japão é assim?

20180414_103851

O Jardim Japonês foi construído, em 1967, com a ajuda da comunidade japonesa de Buenos Aires para a visita do príncipe Akihito e da princesa Michiko.

Localizado no bairro Palermo, o jardim contém um prédio no qual funcionam um centro de atividades culturais, um restaurante, um viveiro (onde é possível comprar bonsais) e uma tenda de artigos japonês variados.

20180414_112854

O espaço externo (que é a atração principal) é muito arborizado, tem muito verde, um lago com peixes grande e coloridos, que podem ser alimentados, além de espaço para meditação.

jardim japones

As pontes para atravessar o lago dão um charme à parte. E dali saem ótimas fotos. Tiramos umas 70…rs.

20180414_110019

É cada detalhe! Inclusive, pelo caminho, foram espalhadas caixas de som com músicas relaxantes. Tudo é lindo e muito bem cuidado.

20180414_100307

O parque é perfeito para quem quer fazer um passeio, admirando a paisagem e descansando do agito da cidade. Passamos uma manhã de paz!

20180414_101644

20180414_102949

20180414_102113

 

#TBT: Buller Brewing Co. – Cemiterio Recoleta (Buenos Aires)

O #tbt de hoje é de um lugar que conheci em Buenos Aires e que achei massa demais: a Buller Brewing Co., uma das pioneiras da cerveja artesanal na Argentina.

buller 3

Eles têm duas casas em Buenos Aires, mais a cervejaria que fica afastada da cidade.

Fui na que fica em Recoleta, que existe desde 1999 e é referência entre os bebedores de cerveja artesanal em Buenos Aires.

Achei muito lindo por dentro. Dá a impressão de estarmos em um container.

buller

Do lado de fora, o ambiente é mais gostoso ainda.

20180412_165918

As torneiras personalizadas são de dar inveja em qualquer pub.

buller brewing

E os canos de inox, atrás das torneiras (lindos), indicam que o chope é tirado na hora, fresquinho.

Por falar em chope, a variedade da Buller é bem grande. São diversos estilos. Cada um mais gostoso que o outro e muito bem feitos. Qualidade boa. Quando fui, estavam engatados: Golden, Hefe Weizen, Honey, Amber Ale, IPA, Irish Red, Nitro Irish, Session IPA e Stout.

buller 2

Além dos chopes próprios, tinham chopes da Warsteiner (Alemanha) e Grolsch (Holanda). Todos os chopes são servidos em temperatura ambiente.

chopeEles têm um cardápio cheio de petiscos. Mas estávamos sem fome.

Fomos só para tomar alguns chopes, para dar uma refrescada. Afinal, tínhamos acabado de rodar por horas pelo Cemitério da Recoleta.

20180412_162928.jpg


Falando nele, esse será o ponto turístico desse #tbt.

IMG_7975A princípio achei meio estranho um cemitério ser um dos principais pontos turísticos de uma cidade. Mas, quando cheguei lá, entendi. Alguns túmulos são verdadeiras obras primas, outros são medonhos e alguns bem grandes.

IMG_7981

Ele é um dos cemitérios mais visitados do mundo, ao lado do parisiense Pere-Lachaise.

Sua fama é justamente pelo luxo das lápides e da ostentação dos túmulos, retrato do bom momento econômico vivido pela Argentina no início do século XIX. Atualmente acontecem poucos enterros no local devido ao pouco espaço livre disponível e o alto preço do terreno.

IMG_8009

Cada proprietário deve pagar uma taxa mensal de administração. O metro quadrado mais caro da cidade está localizado dentro do Cemitério da Recoleta. Que coisa, não?!

20180412_155242A cidade de mortos dentro de uma cidade foi construída em 1822, como o primeiro cemitério público da cidade. Porém, com o tempo, o bairro começou a tornar-se de “classe alta”, e o cemitério converteu-se no local preferido para enterros das famílias com mais posses.

cemiterio recoleta 2

Encontram-se túmulos de personalidade que participaram da história argentina, como importantes políticos (Evita Perón), escritores (Silvina Ocampo e Adolfo Bioy Casares), médicos, artistas, prêmios Nobel (Carlos Saavedra Lamas e Luis Federico Leloir), esportistas e empresários.

No total, são mais de 4.000 abóbadas e mausoléus de mármore decorados com estátuas e outros detalhes, que se encontram em ruas estreitas, nos dão a impressão de estarmos em uma cidade (sombria).cemiterio recoleta

evita peron

O cemitério fica cheio de gente transitando para conhecer aquela ostentação. Todos procuram pelo túmulo da Evita. Não existem placas indicando. Tem que dar sorte de achar. Achei, e não tem nada demais nele. É de granito e está cheio de flores e placas de homenagem.

20180412_152717

O que achei mais cabuloso foi o túmulo de Liliana Crociati. Li que ela morreu numa avalanche durante sua lua de mel na Áustria. No mesmo dia, separado por mais de 14 mil quilômetros de distância, seu cachorro Sabú também faleceu. Seu pai fez um mausoléu que imita o quarto que Liliana tinha em vida. Sua escultura é a única do cemitério acompanhada por um cachorro.

Aiêê! Eu não gostaria de ver essa estatua de alguém da minha família assim.

Se deixar, conto história aqui até amanhã!

Espero que tenha gostado!

#TBT: Cerveza Antares – Plazas Buenos Aires

kolsh-antares.jpg

O #tbt de hoje é com essa cervejaria artesanal argentina: a Cerveza Antares, que nasceu em Mar del Plata, em 1998, e está muito presente em Buenos Aires. Todo lugar que fui na capital, ela estava presente.

Atualmente, a cervejaria Antares ocupa a posição de liderança no mercado de cervejas artesanais na Argentina. Já está sendo exportada, inclusive, para o Brasil.

antares

A variedade de estilo deles é enorme. Vai das clássicas como Pilsen, Kölsh e Porter, às especiais como a Barley Wine e a Russian Imperial Stout. Têm algumas envelhecidas e outras sazonais. Ou seja, eles estão bem avançados quando o assunto é variedade.

Outra curiosidade: Eles fizeram a primeira cerveja argentina com água do mar. Pode isso, produção?

O nome Antares se refere à estrela mais brilhante da constelação de Escorpião, usada por séculos por navegadores de alto mar para guiar seus destinos. Que é o significado da cerveja para seus proprietários.

Além das duas fábricas, eles possuem 53 franquias. Penso que essas franquias seriam bares que levam o nome da cervejaria.

Eu estive na unidade de Palermo, em Buenos Aires.

cerveza antares

Com um espaço enorme, uma decoração bem moderna, remetendo à moda cervejeira e roqueira.

antares

20180412_011017

Achei linda a chopeira com aquelas 10 biqueiras gritando “me chama!”.

chope antares

Em baixo da chopeira, as portas do freezer com o rótulo das cervejas e, atrás, os fermentadores de inox deram um charme a mais. Muito bem planejado.

20180412_010824

stout-antares.jpgNo cardápio, haviam 12 chopes da  Antares, ou seja, para se perder. Então fui nos estilos que gostava mais como a Kölsh e a Stout. Os chopes são muito bem feitos. Deliciosos! Experimentei a IPA também. As IPAs argentinas não são tão amargas quanto as daqui. Me agradaram…rs

Para comer, era opção que não acabava mais. Desde petiscos à sanduíches e pizzas.

Nós pedimos almondegas com rúcula e pomarola porter; queijo frito, que também tinha rúcula e massa de tomate.; mexilhões gratinados; e empanadas de carne picante, que também vinha com rúcula. Que coisa, né? Nunca comi tanta rúcula em um bar! Aliás, nunca comi rúcula em bar. Mas tava valendo!

comida antares


Os pontos turísticos de hoje são duas lindas praças de Buenos Aires.

A Plaza Libertador General San Martín é uma enorme praça, com muita árvore, muito verde, que fica na região central de Buenos Aires.

plaza libertador san martin

plaza san martin

No meio da praça tem um monumento em homenagem ao General José de San Martín, herói nacional responsável por campanhas decisivas para a libertação argentina do domínio espanhol, além do Monumento a los Caídos, memorial aos soldados mortos na Guerra das Malvinas de uma escultura de mármore que representa um jovem em atitude de dúvida perante a bíblia: La Duda (A Dúvida).

20180411_172902

plaza libertador san martin 2

Por lá, ficam diversas pessoas, sentadas nas gramas, nos bancos passando o tempo. É uma delícia.

plaza libertador

Em frente à praça, fica a Torre Monumental (Torre de los Ingleses). Um monumento doado por residentes britânicos na Argentina por ocasião do centenário do primeiro governo de origem, em 1910.

torre

O relógio é uma versão menor do Big Ben, localizado na sede do Parlamento britânico, em Londres. Dá para subir na Torre e ter uma visão linda dos arredores. Mas não subimos.

O outro ponto é a Plaza Alemania. Uma praça grande e linda! Que dá vontade de ficar lá para sempre. Parece realmente, os bosques de Berlim.

plaza alemania

plaza alemania 2

No centro dela, fica a fonte “Riqueza Agropecuária Argentina”, doada pela comunidade alemã, em 1910.

buenos aires

Tudo lindo!

plaza

 

#TBT: La Birreria – Puerto Madero (Buenos Aires)

O #tbt de hoje foi um achado em Puerto Madero – Buenos Aires.

É a La Birreria, uma casa de cerveja artesanal e de rock em Buenos Aires. Que lugar gostoso!

cerveza artesanal

A decoração é linda. Toda voltada para os amantes do rock. os engates das torneiras são todos personalizados. Achei muito massa.

la-birreria-1.jpg

O ambiente é bem descolado e a música é sempre o rock.

la birreria (2)

Tem mesas na parte interna e do lado de fora, com vista para os diques e para o Rio da Prata. Claro que esse último é o mais disputado.

la birreria

la birreria 3

la birreria puerto

Por lá, servem uma extensa quantidade de cervejas artesanais. Se você tem curiosidade em conhecer as cervejas locais, esse é o lugar ideal. Tem as mais diversas marcas e estilos.

buenos aires

Assim como a maioria das cervejarias de Buenos Aires, a La Birreria faz promoção de Happy Hour, com cervejas a um valor mais barato até 21 horas.

Tomamos alguns rótulos e todos gostosos!

cervezas

Além de cerveja, eles fazem drinks também.

Para comer, o cardápio é diversificado. Tem hambúrgueres, sanduiches, nachos com guacamole, cheddar e carne, batata frita com bacon e cheddar, currywurst (salsicha alemã com catchup e curry) e espetos de frango e queijo.

Pedimos batata e os nachos, que vieram bem servidos.

papas-fritas.jpg

nacho.jpg

O esquema é todo self-service. Pediu, pagou, pegou!

A casa conta com diversas filiais espalhadas pela cidade (são 9). Essa que fui, como falei, fica em Puerto Madeiro, no final da rua principal. Existem vários bares por lá, mas, esse, é imperdível.

Anota aí e siga mais essa dica em Buenos Aires.

Site: www.labirreria.com.ar
Instagram: @labirreria_puertomadero


O ponto turístico desse #tbt é o bairro Puerto Madero, um bairro sofisticado e elegante, muito visitado pelos turistas.

diques puerto

Puerto Madero foi construído no final do século 19 para que Buenos Aires pudesse receber grandes navios. Porém, alguns anos depois, os barcos de carga ficaram ainda maiores, deixando Puerto Madero obsoleto.

Durante o século 20, a região foi se deteriorando. Após um processo de revitalização, nos anos 90, o bairro se tornou uma das regiões mais caras e charmosas da capital portenha.

puerto madero

puerto madero (2)Um dos pontos mais frequentados pelos turistas é a área dos diques que cruzam o Rio da Prata. Interessante que de um lado foram erguidos prédios modernos, grandes e imponentes e do outro lado foram mantidas as antigas docas, que passaram a abrigar o mais elegante polo gastronômico da cidade.

diques

Um fato curioso é que todas as ruas ali são nomeadas em homenagem a alguma mulher. Além disso, a ponte que passa por cima do rio é chamada de Puente de la Mujer. Depois falo dela para vocês.

Ali, também, encontra-se o Buque Museo Fragata Sarmiento, um barco museu. A fragata foi construída em 1896, na Inglaterra, e serviu como escola para jovens estudantes da marinha argentina. Atualmente, está aberto para visitação para que o público conheça sua história e entenda seu funcionamento.

fragata

fragata puerto madero

Eu achei muito gostoso andar pela rua principal. Como fomos à tarde, deu para aproveitar a rua principal de tarde e à noite. Muito tranquilo para andar à toa e admirar este local.

puerto madera

#TBT: On Tap Craft Beer – Escuela Presidente Roca (Buenas Aires)

No #tbt de hoje eu não vou falar de uma cerveja mas de uma cervejaria em Buenos Aires muito descolada e com chope artesanal para mais de metro!

on tap 1

É a On Tap Craft Beer, uma cervejaria que oferece 20 rótulos de cervejas artesanais a maioria da argentina e uma ou outra de fora. A On Tap tem dez, eu disse 10, unidades espalhadas por Buenos Aires. É coisa demais. Eu fui na de Palermo.

on tap craft beer

O local é pequeno, tem mesas dentro, cadeiras no balcão e mesas do lado de fora. Além de um mesão central compartilhada, onde tem um telão com futebol passando.

O público é bem jovem e animado. E, como na maioria dos pubs de Buenos Aires, eles têm o esquema de Happy Hour. Em um intervalo de tempo, os chopes ficam mais baratos. Assim, a casa fica lotada!

on tap buneos aires

O esquema lá é pagou, pegou a ficha e retirou no balcão. Talvez para não perderem o controle já que a casa fica cheia e muita gente em pé do lado de dentro e de fora.

Quando chegamos não tinha mais mesa, sentamos no balcão mesmo, por isso é bom chegar cedo.

on tap 3

Com esse tanto de torneira, ficamos perdidos sem saber qual pedir. Todos têm o mesmo valor, só varia se é uma pint (pinta como eles dizem) ou meia pint. Experimentamos diversos chopes. Eu dou um destaque para a Red Daniel’s, da cervejaria Duke, uma Irish Red Ale feita com Jack Daniel’s. Uma delícia superalcoólica. Gostosa demais! Eu não sou fã de whisky, mas o aroma e o gostinho amadeirado desse chope me conquistou. Queria trazer, mas só tinha on tap. Ah, lá tem drinks também, mas não experimentei nenhum.

cervezas

Para comer, nós pedimos frango frito com molho de cerveja e de ervas. Estava gostoso, mas, uma coisa que me incomodou em Buenos Aires é a falta de sal na comida. Tive que tacar sal no frango, porque nem o molho o salgava. Fora isso, estava bom. Além de petiscos, eles servem hambúrgueres com batata frita.

on tap 2

Se tiver indo para Buenos Aires, essa casa é uma parada obrigatória. Coloca aí no roteiro e conheça mais das cervejas locais!

Para saber mais: http://www.ontap.com.ar


O Ponto Turístico que escolhi é só uma passada para tirar foto mesmo.

escuela presidente roca2

Quem passa em frente, nem imagina que ali seja uma escola. Mas é sim, nesse templo grego habita uma escola pública primária. A Escuela Presidente Roca foi inaugurada em 1903, como parte de uma ação estatal contra o analfabetismo.

escuela presidente roca

Ela fica ao lado do Teatro Colón. Então é quase uma passagem obrigatória. Vale a pena parar para tirar uma foto.

E os uniformes “a la Chiquititas” que por ali transitam? 🙂

chiquititas

#TBT: La Serrana – Obelisco (Buenos Aires)

O #tbt, enfim, pousa em terras hermanas: Buenos Airesla serrana

Nada mais justo que começar com uma artesanal bem raiz da Argentina.

Essa é a Roja da cervejaria La Serrana. Ela é uma Red Ale, porém não tem uma coloração âmbar, mas sim mais dourada. Achei uma cerveja gostosa e bem leve. Com aroma e sabor frutado.

A Cevecería La Serrana tem sua fábrica em Carpintería, uma vila da província de San Luis, na região central da Argentina.

Hoje, eles contêm 16 estilos diferentes, que trazem espécies nativas daquela região para dar um toque especial em seus sabores e aromas.


O prato do dia foi a primeira coisa que comemos em Buenos Aires. Poderia ter sido uma Parrilla? Poderia! Poderia ter sido um Alfajor? Poderia. Mas onde entramos? No Burger King.

20180410_143317.jpg

Sim. A gente gosta de entrar nessas redes internacionais para comparar com as daqui do Brasil.

Não lembro qual sanduíche pedi. Só sei que veio bem mixuruca. Meio seco. A batata é igual. O refrigerante lá não é refil. Além do katchup, eles dão maionese. Não cobram como aqui no Brasil…rs . Ah, e lá não tem, ou não tinha mostarda. É um parecido diferente.

A casquinha de lá tem a opção de caramelo. Hum…


O ponto turístico é um local clássico de Buenos Aires, onde todos que vão, obrigatoriamente, tiram uma foto por lá.

O Obelisco! Ou o pirulito da Praça Sete, para nós de BH…rs

20180411_123528

20180411_124617

O Obelisco foi inaugurado em 1936, em celebração aos 400 anos de Buenos Aires.

Ali, a bandeira argentina foi hasteada pela primeira vez, em 1812. Ele fica na Praça da República, no cruzamento de duas importantes avenidas da cidade a Corrientes e a 9 de julio, por isso, seu entorno é muito movimentado.

Com 67,5 m de altura, o monumento traz diferentes inscrições em seu entorno, que são homenagens a importantes momentos históricos da cidade e do país. Em seu interior tem uma escada que leva ao topo com quatro janelas. A vista deve ser linda, mas, hoje em dia, é proibido subir lá.

O Obelisco faz parte de manifestações e comemorações dos portenhos. Além disso, ele aparece colorido em determinadas datas comemorativas ou em algumas campanhas da cidade.

Quando fomos, Buenos Aires iria sediar os Jogos Olímpicos da Juventude, por isso esse símbolo aí.

20180411_123846

#TBT: Cerveza Mastra – La Chopería Mastra de 21 (Montevidéu)

O #TBT de hoje é em uma choperia que conheci em Montevidéu.

20180405_220811

A La Chopería Mastra 21 pertence à Cerveza Mastra, uma das primeiras cervejas artesanais do Uruguai.

O lugar é muito gostoso. Te faz sentir em outra época com as paredes rústicas, algumas mesas em formato de barril, outras feitas de caixote, que compõem um ambiente alto astral.

São três ambientes, o externo para fumantes e dois internos. Um com os barris e o outro composto de caixotes como mesa e cadeiras, que penso não ser muito confortável. Como os barris não são. Mas, é um ambiente diferente, você acaba se acostumando.

20180405_222648

Para entreter, tem uma máquina de fliperama.

O local conta com 12 torneiras com chopes próprios. Sim! Não tem chope repetido e nem de cervejaria convidada. Eita! Experimentamos alguns muitos e todos estavam muito bons! Sem muitos destaques, como todos os artesanais uruguaios que tomamos.

20180405_225251

Apesar de ter muitas opções para comer, ficamos somente nas Papas (batatas) Rústicas.

Se pensa em ir para o Uruguai e conhecer diversos estilos de uma cerveja uruguaia, esse é o lugar. Eu gostei bastante.

La Choperia Mastra de 21
21 de Setiembre, 2650 – Punta Carretas
Montevidéu -Uruguai
http://www.mastra.com.uy


mastraA Cerveza Mastra surgiu em 2007. Em 2006, um jovem engenheiro, depois de fazer uma viagem para Córdoba, na Argentina, observou que no Uruguai não existiam cervejas artesanais e nem especiais. Depois de estudar o mercado, os fornecedores e o processo, ele cria um projeto que apresenta para um investidor local.

Então no ano seguinte, a Mastra Beer chega ao mercado com três tipos de cervejas (Dorada, Roja e Negra).

A cervejaria dedica-se ao crescimento do mercado de cervejas especiais, ligando-a à alta gastronomia, realizando workshops educativos, harmonizações e eventos para que o público conheça as qualidades desta cerveja.

Hoje, eles fabricam 16 estilos de cerveja. Uau!

cerveceria_mastra_01-e1557887952653.jpg

Além da La Chopería, a Mastra conta com mais três choperias, onde podemos encontrar seus chopes e garrafas. Também podemos encontrar Mastra em outros restaurantes e bares do Uruguai.