Neste final de semana: Trembier completa 10 anos com programação especial

O maior festival de cerveja de Minas Gerais começa nesta quinta, dia 12

O Festival de Cerveja e Cultura de Tiradentes, o Trembier,  tem um reencontro marcado com seu público, entre os dias 12 e 15 de maio, com uma programação extensa e cheia de atrativos. 

20170506- TIRADENTES-MG – TremBier Festival de Cervejas Artesanais. Foto Leo Lara.

Serão cerca de 25 bandas, com shows o dia todo, mais de 300 rótulos de cervejas para serem degustados, corrida alcoológica, Tour Gastronômico e muito mais.

“A alegria este ano é dobrada. Comemoramos 10 anos do Festival Trembier e vamos poder comemorar em grande estilo junto ao público que adora o evento, adora estar em Tiradentes. Ficamos dois anos sem realizar o TremBier devido a pandemia, então este ano a expectativa é a melhor possível”, comenta Luiz César Costa, idealizador do festival. Este será um dos primeiros eventos abertos ao público que a cidade histórica vai receber após a pandemia da Covid-19.

O festival conta ainda com diversos parceiros, entre hotelaria e os restaurantes que prometem um verdadeiro show gastronômico.“Sempre procuramos envolver a cidade, fazer com que a parte de hotelaria e restaurantes possam participar conosco e com isso conseguimos movimentar a economia da cidade e todos saem ganhando”, afirma Elizabeth Cruz produtora do evento.

Segundo Christian Silveira Bastos, Secretário de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer de Tiradentes, “O TremBier é um evento que já se consolidou em Tiradentes e faz parte de nosso calendário anual. Estamos com uma grande expectativa com o retorno após esse intervalo por conta da pandemia.Tiradentes que é uma cidade turística ter esse evento e de grande importância para o município. Estamos ansiosos para a realização. Já estamos com boa parte dos meios de hospedagem com 100% de ocupação o que gerará grande incremento na economia local. Tenho certeza de que será um grande sucesso como nas outras edições do festival”.

O Tour Gastronômico vai acontecer em 27 restaurantes. Cada um deles fará um prato harmonizado com uma cerveja. Por exemplo, o restaurante tradicional Tragaluz fará a Pintada Tragaluz (Arroz caldoso com paio e especiarias, deglaçado com a cerveja WalsSession citra e ora-pronobis, acompanhado de galinha d’angola confit e finalizada com crocante de milho). “Estamos com uma expectativa muito boa com o retorno presencial do Trembier. Um evento voltado não só para a cidade de Tiradentes e região, mas, para trazer os amantes das boas cervejas, boa gastronomia para desfrutar momentos bons, um evento com uma programação completa”, fala Matheus Paratella, Chef do Tragaluz.

Os restaurantes participantes do Tour Gastronômico são: Távora, Luth Bistrô, Vovó e Cia, Jane’s Apple, Restaurante Padre Toledo, Empório Santo Antônio, Empório das Massas, Atelier Gastronômico, Templário, Casa Direita, Pacco e Bacco, Sabores da Grelha, Bom e Cia, Tragaluz, Ora Restaurante, Via Destra, Uai Thai, Jardim Santo Antônio, Alma Restaurante, Restaurante Maria Bonita, Mia, Casazul, Sapore de Itália, Villa do Chefe, Piu Sapore, Dengo e 50 Tons de Malte.

“Minas Gerais possui um fenômeno que é a nossa cozinha mineira, e a cidade de Tiradentes tem se tornado referência no servir bem seu turista. E daqui a 4 dias vamos receber mais uma edição do Trembier, um evento voltado para a cerveja, para os pratos harmonizados, mas, sobretudo um evento que vai ser de encontros, shows, confraternização, ecologia, enfim, consolidando nossa Tiradentes como um enorme polo de gastronomia na sua forma ampla, tendo os festivais uma mola propulsora da economia gerando emprego e renda que é uma diretriz  da cidade e do governo de Minas Gerais”, fala Leônidas Oliveira, secretário de Turismo do Governo de Minas.

Um dos pontos fortes do evento é a corrida alcoológica que se tornou tradicional.Os participantes enfrentarão um circuito de 5 km, em belas trilhas com vista para a Serra São João e com pit stop para consumo de cerveja, da Krug Bier.

Sobre a Corrida Alcoológica

04/05/2019. Tiradentes. Minas Gerais. Brasil. Trembier festival – Festival de cervejas artesanais de Tiradentes. Corrida Alcoologica. Foto: Jackson Romanelli

A corrida alcoológica que já é tradição e muito esperada no Trembier vai ser no dia 14 de maio, durante o festival, às 10h. O percurso de 5 KM passa pela linda Serra de São José. Durante o percurso o participante terá lindas paisagens e ainda poderá se “hidratar” com cerveja que será oferecida em diversos pontos do percurso. O participante tem direito a um Kit com camisa, caneco e cordão, medalha de participação e chope para hidratação.

As inscrições já estão abertas! Participe!

Informações sobre a corrida:
Contato: corridatrembier@gmail.com ou pelo telefone (37)99982-6800
O TremBier tem o patrocínio da Cervejaria Laüt, e apoio do Sebrae e do SESC-MG.

PROGRAMAÇÃO DO TREMBIER
Quinta-feira, 12 de maio
Abertura do evento nos restaurantes participantes

Sexta-feira, 13 de maio
11H – Abertura dos Stands Rodoviária (Largo Cervejeiro) e Largo das Forras (Coreto Sesc de Cultura)
12H – Harmonizações nos restaurantes oficiais
15H –Show Largo Cervejeiro – Leotrack Dj
16 H –  Show Largo das Forras – Tiago Bulhões Acústico
17H –Show Largo Cervejeiro–Rodrigo Chaffe
19 H –Show Largo das Forras–Leotrack DJ
19H –Harmonizações nos restaurantes oficiais
20H –Show Largo Cervejeiro – Galwew
21H –Show Largo das Forras –  Soulseek
22:H –Show Largo Cervejeiro – The Ollkids
00:00H –Encerramento das atividades do dia

Sábado, 14 de maio
10H –  Concentração para Corrida Alcoológica TREMBIER 10 ANOS
10H –Aula Show Senac Tiradentes –Cozinhando com Cerveja
Agnes Laila Rodrigues Silva (Instrutora de Formação Profissional do SENAC)
(Curso Gratuito)
10:30H – Largo Cervejeiro–Largada da Corrida
11H –Abertura dos Stands Rodoviária (Largo Cervejeiro) e Largo das Forras (Coreto SESC de Cultura)
11:30H –Premiação da Corrida Alcoológica (Largo Cervejeiro)
12H –Harmonizações nos restaurantes oficiais
12H –Show Largo Cervejeiro- CORCEL 84
13H –Largo das Forras – Carol Shineider
14H –  SENAC Tiradentes –  Os segredos das Cervejas e suas harmonizações com Agnes Laila Rodrigues Silva (Instrutora de Formação Profissional do SENAC) e Hugo Almeida da Q’jaria Ouro Canastra – Curso Gratuito
15H –Largo Cervejeiro – Bloco das Caveiras
16H – Concurso Cerveja da Galera – SENAC
16H –Largo das Forras – Jana Davel e Felipe Lima
17H –Largo Cervejeiro– Aurum Prisma – Pink Floyd Couver
19H – Harmonizações nos restaurantes oficiais
19H –Largo das Forras – Show a confirmar
20H – Harmonizações nos restaurantes oficiais
20H –Largo Cervejeiro – Aura Sexy
21:30H –Largo das Forras  –  Johnclay Rock N’ Blues
22:30H –Largo Cervejeiro – U2 Couver Brasil (Apoio Cultural SESC)
00:00H –Encerramento das atividades do dia

Domingo, 15 de maio
10H – SENAC – Concurso Cerveja da Galera
11H Abertura dos Stands Rodoviária (Largo Cervejeiro) e Largo das Forras (Coreto SESC de Cultura)
12H – Harmonizações nos restaurantes oficiais
12H – Largo Cervejeiro  – Charles Bronson Rio
13H – Largo das Forras – Pitty Couver
13:30H – Largo Cervejeiro – Premiação CERVEJA DA GALERA 10 ANOS
14H – Largo Cervejeiro – Rastro Roots
15H – Largo das Forras – Insignia Classic Rock
17H – Largo Cervejeiro- Pear Jam Couver
19H – Harmonizações nos restaurantes oficiais
19H – Largo das Forras –SteelRock
20:30 – Largo Cervejeiro –  Lurex (Apoio Cultural SESC)
22H  – Encerramento do Trembier 2022

Sobre o Trembier

O TremBier Festival nasceu em 2012, totalmente dedicado às cervejas artesanais e idealizado pelo empresário e chef de cozinha Luiz César Costa. Batizado em homenagem à charmosa Maria Fumaça e ao jeito mineiro de falar, o Trem Bier consolidou-se como um dos principais encontros cervejeiros do Brasil, com expectava de ocupação de 99% das pousadas e restaurantes da charmosa Tiradentes. O festival tem entrada gratuita, com exceção das palestras, cursos e circuito gastronômico, que têm custo à parte.

10 Anos do TremBier – Festival de Cervejas Especiais de Tiradentes

Data: 12 a 15 de maio
Horários:de 10:00 as 23:00
Locais Largo das Forras / Praça da rodoviária(largo cervejeiro)
Mais informaçõeshttp://www.trembier.com.br/
Instagram: @trembiertiradentes
E-mail:trembier2022@gmail.com
Telefone:(37)99982-6800/(32)99966-2819

Fotos do evento: Leo Lara
Fotos da corrida: Jackson Romanelli

A limpeza do copo pode interferir na degustação

Assim como escolher o copo certo é importante para degustação da cerveja, a limpeza correta dele é fundamental para que sua experiência seja completa. Não precisa ser uma sujeira enorme, pequenas sujeiras já podem afetar em algumas características daquele estilo.

Um copo sujo pode afetar na aparência da cerveja, no aroma que ela exala, na formação de espuma e até mesmo em seu sabor.

Belgian Lace

Quando um copo é mal lavado e fica com resíduos como gordura ou açúcares, ao servir a cerveja, você vai ver alteração na formação de espumas. Nessa situação, em que o copo está com resíduos de gordura ou açúcar, podem acontecer dois problemas: 1- Ao servir, pode acontecer de a espuma não se formar na quantidade devida. 2 – Depois de beber, é possível notar que o copo não apresenta vestígios da retenção da espuma na lateral, conhecido como Belgian Lace, Lace, Lacing ou apenas Renda.

Bolhas na lateral do copo

Já quando o copo não é lavado a mais tempo, ficando empoeirado por dentro, ou quando não é enxaguado direito, e fica com detergentes residuais em sua parede, cria locais de nucleação indesejados, que são aquelas bolhas grudadas nas laterais do copo. Além disso, essas sujeiras também podem causar problemas de retenção de espuma.

Além da gordura, dos resíduos do detergente e da poeira, outro fator que prejudica a formação de espuma é a marca de batom no copo. Por isso, para uma degustação profissional, não se pode usar batom.

Agora que eu já te contei as causas que um copo sujo pode trazer, vamos aprender a lavar o copo?

Observe as seguintes dicas para que você tenha sempre um copo limpo nas mãos. E se, assim como eu, gosta de tirar fotos da cerveja no copo, cuidado redobrado.

  1. Sempre lave seu copo manualmente. Nunca lave em máquinas de lavar;
  2. Lave com detergente neutro e esponja que não seja usada para outros fins que não lavar copo, pois a esponja não pode conter gordura, a gordura pode grudar e deixá-lo sujo;
  3. Enxague bem o copo para não deixar nenhum resíduo;
  4. Coloque para secar de cabeça para baixo em um escorredor que permita a circulação de ar dentro do copo. Assim, permite que o ar entre por baixo e ajude a evaporar rapidamente a água nas paredes internas do copo;
  5. Não seque com pano;
  6. Guarde o copo em um local limpo e seco. Se deixar o copo guardado de cabeça para baixo, ajuda a evitar que a sujeira em suspensão no ar caia dentro dele.
  7. Vai passar para outro estilo? Lave ou troque de copo;
  8. Está tomando a mais tempo no mesmo copo? Lave o copo. Com o tempo, o copo fica sujo devido à gordura do tira-gosto. Isso faz com que diminua a formação de espumas;
  9. Após beber a sua cerveja, não deixe os copos muito tempo sem serem lavados.

Atenção! Evite usar o copo de cerveja para beber outras bebidas. Use somente para beber cerveja ou, no máximo, beber água. Isso, facilita na limpeza.

O Programa de Certificação Cicerone® é uma organização norte-americana, concebida e liderada por Ray Daniels, que se dedica ao ensino e certificação de profissionais do ramo cervejeiro. Um dos segmentos de ensino do programa é o de como fazer um bom serviço da cerveja. Um dos pontos abordados durante a aula de serviço é como limpar e armazenar os copos. Abaixo segue uma imagem elaborada pela instituição sobre as causas e efeitos que um copo sujo pode ter sobre a cerveja.

Do lado esquerdo, mostra como um copo sujo fica. Há a má formação de colarinho e a geração de bolhas nas laterais do copo (as bolhas se formam onde há sujeira encrustada no vidro). Do outro lado, tem a imagem do copo limpo. Ele tem uma boa formação e retenção de espuma, sem bolhas nas laterais, e possivelmente, com o lacing, que é o rastro circular de espuma que permanece na lateral do copo após cada gole.

Viu como faz a diferença um copo limpo? E manter um copo limpo é bem simples.

Então, se liga! Anota essas dicas e torne-as um hábito. Com o tempo, vai ser natural para você.

Se perdeu o post que falo sobre a importância do copo, clique aqui. Sobre os tipos de copos clique aqui!

Te garanto que, com o copo correto e limpo sua degustação vai ser perfeita!

Tipos de copos para cervejas especiais

Quer degustar suas cervejas preferidas e ter uma experiência completa?

A dica que trago é: tenha uma diversidade de copos. Afinal, eles fazem a diferença na hora da degustação de cerveja. No texto divulgado anteriormente, eu falei sobre essa importância de usar o copo correto na hora da degustação da cerveja.

No texto de hoje, vou falar sobre alguns tipos de copos, seu desenho e qual o estilo de cerveja ideal para degustar nele. Como existe uma infinidade de formato, falarei sobre os principais.

pils.jpg

Pilsner: Intimamente chamado por nós de “tulipa” é o copo ideal para as cervejas pilsen. Com o formato fino embaixo e largo na boca proporciona que o aroma dos lúpulos vá direto para o nariz. É confundida com o copo Lager, mas, o Pilsner tem a boca mais larga.

lager

Lager: É o mais indicado para tomar aquele chopinho. E muitos usam para tomar as pilsen também. É alto e tem forma cilíndrica. Esse formato ajuda na formação e manutenção da espuma e da temperatura.

copos-de-cerveja-1200x520

Weizen: Ideal para as cervejas de trigo alemã, as Weiss. O copo foi pensado para caber todo o líquido das garrafas de 500ml, inclusive as leveduras que ficam no fundo da garrafa, sobrando ainda um espaço para a formação da espuma, que vai ajudar a não deixar que a cerveja esquente tão rápido.

download.jpeg

Pint: Comum nos pubs ingleses e irlandeses, o nome refere-se a uma unidade de medida. Um Pint na Inglaterra equivale a 568 ml, já nos Estado Unidos, 473 ml. Comporta uma grande quantidade de cerveja, por isso, a base é estreita para diminuir a transferência do calor das mãos. Ele é ideal para cervejas de intensidade aromática moderada como: IPA, Stout, English e American Pale Ale.

canecaCaneca ou Mass: os canecões alemães têm um material mais robusto. Não é à toa que nos eventos alemães podem ser observados aqueles brindes feitos com vontade, batendo uma caneca na outra. São usados com frequência por choperias que oferecem maior quantidade de chopp e não tem um estilo específico, aqui o que vale é a quantidade. Algumas cabem até 1 litro.  Por isso, ficam melhor para cervejas que não têm problema tomar em temperatura ambiente.

tumbler.jpg

Tumbler: Ideal para tomar cervejas de trigo belga, as Witbier. Como essas cervejas não formam muito creme, não exigem que o copo tenha uma boca tão fechada. E são bem resistentes.

goblet

– Goblet: Ideal para as belgas, trapistas, que são encorpadas e complexas. Chamado também de Cálices, a borda é larga para que o creme da cerveja não se perca e mantenha o aroma concentrado. Sua haste comprida evita que a mão esquente a cerveja. Alguns ainda possuem uma técnica de entalhe no fundo, formando um ponto de nucleação de dióxido de carbono, que permite a formação constante de espuma.

tulipa

– Tulipa: Ideal para cervejas aromáticas e que possuem bastante creme como as Belgian e Brown Ale, Tripel e Bock. Sua borda larga é virada para fora para facilitar a saída dos aromas. Mas, confesso que sua haste curta me incomoda.

americano

– Americano: Para nós, mineiros, é COPO LAGOINHA. Provavelmente você tem um desse em casa. Ele é sem frescura. Ideal para American Lager. Como é pequeno, a cerveja não fica por muito tempo dentro dele, com isso ela não corre o risco que ficar quente.

caldereta.jpg

Caldereta: Também é mais fácil achar nas casas. Bem versátil devido seu formato, pode ser usado para tomar as lagers claras, Bitter até Porter e Stout. É bom tê-lo que é um coringa.

copopokal

Pokal: seu formato facilita a visualização da transparência do líquido e o pequeno estreitamento na borda retém os aromas. Considerado um copo coringa também, é usado para beber a maioria dos tipos de cerveja, em especial, as carbonatadas, escuras ou claras.

– Dublin: Seu corpo arredondado com bocal mais estreito concentra os aromas, e a curvatura na parte superior ajuda na evolução e estabilidade de espuma. Ideal para cervejas que possuem bastante creme como a Belgian Ale, Bière de Garde e Bock.

Gostou? Eu sou a maníaca do copo. Só não tenho mais porque não tenho mais espaço.

Agora, é só escolher seu estilo preferido, o copo ideal, um tira-gostinho e pronto. Pröst!

Post: Limpeza do copo influencia na degustação

A importância do copo na degustação da cerveja

Mas será que tem diferença tomar determinado estilo de cerveja em um copo específico?

copos.jpg

É sobre a importância do copo durante a degustação das cervejas que vou falar hoje.

Muitos acham que é bobagem, frescura etc. Mas a verdade é que o copo que você escolhe para tomar sua cerveja vai influenciar na experiência degustativa que você terá.

Cada estilo de cerveja tem determinadas características específicas. E para que possamos sentir tudo aquilo que cada estilo tem a oferecer, existem diferentes formatos de copos.

copos-de-cerveja-1200x520.jpgO principal fator que define o desenho de cada copo é o aroma. Utilizando o copo com o formato adequado, é possível sentir todo o aroma que aquele estilo oferece. Copos com a boca mais estreitas, como os cilíndricos, concentram os aromas da cerveja em uma área de percepção pequena e por este motivo são indicados para cervejas com aromas suaves como as Pilsen. Copos com a boca mais aberta como cálices, propiciam uma expansão dos aromas, ideal para cervejas aromáticas como as Weiss e Stouts.

Eu sou “cheiradora” de copo mesmo. Adoro sentir aqueles perfumes e sensações que as cervejas nos proporcionam! Uma cerveja que traz aromas que gostamos, no meu caso café, chocolate, ficam até mais prazerosas de tomar.

Além do aroma, outras características dos estilos são realçadas pelo formato do copo, como:

stange-copo

O sabor: O desenho do copo influencia diretamente no sabor da cerveja. A velocidade com que a cerveja atinge a boca quando vem de copos mais retos é maior. Isso, faz com que a cerveja vá diretamente para a parte de trás da língua onde possui maior concentração de receptores de gosto amargo, esse fato faz com que a sensação do gosto amargo dessas cervejas seja intensificada.

oatmeal-stout-recipe-

Copos com bases mais largas, como os de vinho tinto, entregam a cerveja à boca de forma mais lenta, fazendo com que toda a língua seja envolvida pela cerveja, e que todos os gostos sejam percebidos da mesma forma. Isso faz com que a cerveja seja bebida mais lentamente. Ideal para as cervejas mais fortes como Strong Ale.

A espuma: O formato do copo contribui para uma espuma em maior quantidade ou para conservar o gás por mais tempo.

Os copos em formato de cone, por exemplo, dão suporte à espuma e fazem com que ela permanece por mais tempo no copo.

Outra característica dos copos que podem influenciar na experiência degustativa é a haste. Copos com hastes, como as taças, ajudam a preservar a temperatura da cerveja, já que evitam a troca de calor com as mãos.

Enfim, são alguns detalhes que devem ser observados para se ter uma experiência boa ao beber seu estilo preferido. Mas, se não tem o copo certo para tomar aquela cerveja especial, não se acanhe, pegue o que tiver e seja feliz! Bora beber com qualidade. Isso que importa.

Neste post sobre copos (clique aqui), falei sobre os copos ideias para cada estilo.

Post: A limpeza do copo influencia na degustação.

Curiosidades:

– A limpeza do copo também é fundamental para uma boa degustação da cerveja. Resíduos de sabão, poeira e gordura podem prejudicar a formação da espuma, além de contribuir para que surjam aromas e sabores indesejados.

– Deixe o copo secar naturalmente, sem contato com panos. E caso utilize lava louças, certifique-se de que os copos estão em temperatura ambiente para receber a cerveja.

– Alguns estilos têm copos desenhados somente para ele, como é o caso das weissbier e wit.

– Na Bélgica, cada cerveja tem o seu copo próprio. E olha que lá possui mais de 450 cervejas diferentes. Haja prateleira. A cada cerveja servida o copo é trocado. Como recebem muitos turistas cervejeiros, os bares começaram a ter problemas com furtos dos copos. Alguns passaram a ter alarmes nos copos. Um bar adotou um método inusitado. Ao entrar, você tem que deixar o seu sapato na porta, como uma espécie de “resgate”. Que coisa, hein?!

Beer
Copos das cervejas belgas

Brasil tem seu segundo estilo reconhecido como estilo de cerveja brasileiro

Como já sabemos, o Brasil, até alguns dias atrás, tinha apenas um estilo reconhecido como genuinamente brasileiro, o estilo Catharina Sour. Porém, agora temos mais um estilo reconhecido mundialmente como brasileiro: o Brazilian Pale Ale, apelidado por aqui de BR-Ale.

O reconhecimento veio da Brewers Association (BA), através da revisão anual do seu Guia de Estilos de Cerveja 2022 ou, como é conhecido nos Estados Unidos, as Diretrizes de Estilo de Cerveja.

Desde 1979, a BA compila diretrizes e descrições de estilo de cerveja para ajudar cervejeiros, bebedores, organizadores de competições e juízes. Categorizar uma bebida tão complexa como a cerveja é um desafio difícil e complexo e para isso a BA conta com especialistas da indústria cervejeira, análises físicas de cerveja e informações de cervejeiros de todo o mundo como guias para criar esse recurso.

As Diretrizes de Estilo de Cerveja são um produto direto e uma mistura de significado histórico, autenticidade tradicional e popularidade no atual mercado consumidor de cerveja artesanal. Adicionar um estilo ou modificar um estilo de cerveja existente é levado muito a sério e só pode ser feito após extensa consulta especializada, pesquisa e análise de fatores de mercado.

Agora, que você sabe dessa informação, viu que ter um estilo reconhecido não é fácil? Por isso, nós, brasileiros, temos que comemorar! Esse feito entra para a história da cerveja no Brasil. Além disso, é um incentivo a mais para os cervejeiros brasileiros que estão sempre estudando e inovando em suas produções.  

Algumas cervejarias já fabricaram o estilo e colocaram no mercado mesmo antes desse reconhecimento. Espero que, agora, esse estilo possa estar mais presente nos supermercados e torneiras de chope.

Confira a descrição da Brazilan Pale Ale no Guia:

Brazilian Pale Ale – NOVIDADE para 2022

Cor pálida a dourada, alta formação de espuma, com boa duração. A névoa fria é aceitável. Intensidade média-baixa a média de aroma e sabor de malte, com notas de cereais, crosta de pão, sem caramelo. Final levemente doce. Aroma e sabor de lúpulos típicos brasileiros com amargor médio a médio-alto com aromas florais, herbais e/ou levemente cítricos. As características de fermentação têm ésteres tópicos de frutas amarelas presentes em níveis médios a médios-altos. Pode ter um leve tempero que lembra cravo. Corpo médio-baixo a moderado, alta drinkability, final crocante. Geralmente 3,8-5% ABV. SRM 3-7.

Fonte: site Bar do Celso e World Beer Awards

Estilos de cerveja para beber no outono

Chegou o outono! Por ser uma estação que vem depois verão e antes do inverno é considerada um período de transição. Uma das principais características do outono é a redução gradativa das temperaturas diárias, que passam de elevadas a mais amenas, antecipando o período frio que vem na sequência. Assim como os dias amenos, ainda é possível sentir dias um pouco mais quentes, já que estamos saindo do verão.

Pensando nessas características, trouxe quatro estilos de cerveja que vão combinar muito bem com essa estação, seja em seus momentos quentes ou em seus momentos mais frios, com aqueles ventinhos gostosos.

Pega essas dicas, aproveite seu outono e beba com moderação!

– Red Ale: cervejas de corpo médio, leve dulçor de caramelo e baixa presença de lúpulo. Fácil de beber, com bastante realce para o malte, doce no início e mais torrada e seca para o final. Bem refrescante, ela vai descer fácil nos dias mais quentes do outono.

– Oktoberfest Bier ou Märzen Bier: O aroma dos maltes alemães é moderado. Sentem-se notas de pão, tostadas, e pouco a nenhum aroma de lúpulo. Na boca, o malte inicial sugere alguma doçura, mas o final é seco. Sente-se o tostado e é m pouco encorpada. Combina tanto com os dias quentes, quanto os dias mais amenos.

– Dry Stout: Uma cerveja preta com um sabor tostado pronunciado, muitas vezes semelhantes aos de café. O sabor tostado pode ser seco e como café, a um tanto achocolatado. Corpo médio, baixo amargor, e final seco. É fácil de beber, porém, consegue dar uma esquentadinha no corpo. Combina com os dias quentes ou com os dias frios.

– Belgian Dubbel: tem aromas complexos, possuem doces de malte, possivelmente contendo notas de chocolate, caramelo e/ou tostado. Há a presença de ésteres frutados moderados, podendo incluir banana ou maçã, e são comuns os fenóis picantes e os álcoois superiores. Os sabores deste estilo têm qualidades semelhantes ao aroma, contendo um complexo sabor de malte médio a médio-alto, e embora seja doce, acaba terminando moderadamente seco. Como é um estilo mais forte e mais alcoólico, cai muito bem com os dias mais frios.

Espero que tenha gostado dessas dicas. Se seguir alguma delas, me marca lá no Instagram @cervejeirauai !

Cervejarias criadas por mulheres

As mulheres estão cada vez mais presentes no universo das cervejas artesanais.

Temos marcado presença em diversas áreas do meio cervejeiro seja apenas como consumidoras, apreciadoras, seja trabalhando diretamente com cerveja em fábricas antes, durante e depois da produção, no marketing, no comercial. Enfim, as mulheres estão ocupando um espaço que pode ser delas também.

Quando o assunto é consumo, de acordo com uma pesquisa feita pelo MindMiners, 57% das mulheres brasileiras consomem bebidas alcoólicas, sendo que 72% consomem cerveja. 

Divulguei recentemente, aqui, essa outra pesquisa feita em 2021. Mulheres contribuem com o aumento do consumo de cerveja

Quando o assunto é o mercado profissional, sabemos que ainda temos muito para caminhar. Segundo o 1º Censo das Cervejarias Independentes Brasileiras (2019), do DataSebrae, cerca de 89% das cervejarias nacionais são comandadas por homens, contra 11% comandadas por mulheres.

Mesmo com uma participação discreta nesse ramo de atuação, algumas mulheres têm tentado mudar essa realidade. Aqui, eu listo oito cervejarias fundadas por mulheres e que, com certeza, vão inspirar outras a fazer o mesmo.

Atenção! Além dessas oito, em seguida, mencionei mais um monte de cervejarias criadas por mulheres. Então, siga até o final para não perder nenhuma!

1 – Cervejaria Lokira

Criada em 2019, em Belo Horizonte, por Ana Flávia Gomes Lopes e Flaviana Guimarães. A cervejaria tem como um dos objetivos promover a democratização do mercado e do universo cervejeiro no geral.

2 – Cerveja Benedita

Criada por três mulheres periféricas de São Paulo, Melissa Miranda, Eneide e Márcia Martins, a Cerveja Benedita tem como slogan “Feita por elas para Todos”.

3 – Cervejaria Dádiva

A Cervejaria Dádiva foi criada em 2014, em Várzea Paulista,  por Luiza Lugli Tolosa. A cervejaria produz inúmeras cervejas especiais. De acordo com a Dádiva, eles criam com ingredientes novos cervejas inovadoras.

4 – Maria Bravura Cervejas Especiais

Criada em 2016, em Paraguaçu Paulista, pela psicóloga Maria. A cervejaria apresenta receitas diferentes e caseiras de cervejas artesanais.

5 – Cerveja Macuco

A Macuco é uma cervejaria independente criada por Mica e Nanda, em 2016, na cidade de Porto Alegre. A cervejaria preza pelo fortalecimento da identidade brasileira, principalmente nas receitas das cervejas que levam ingredientes selecionados como frutas nacionais. 

6 – Japas Cervejaria

Um trio de mulheres nipônicas, de São Paulo, Maíra Kimura, Yumi Shimada e Fernanda Ueno, são responsáveis pela cervejaria que resgata as origens japonesas e busca representar a união entre o Brasil e o Japão através de cervejas com sabores e aromas diferentes.

7 – Cervejaria Teresense

Inaugurada em 2019, no Espirito Santo, a Cervejaria Teresense foi criada pela engenheira e mestre-cervejeira Luana Hoffmann. A cervejaria traz receitas próprias e um jeito especial de preparar cerveja artesanal: aliando a paixão, matéria prima de qualidade e tecnologia.

8 – Femme Cerveja Artesanal

Diretamente da Paraíba, a Femme Cerveja Artesanal é uma cervejaria criada em 2017 por Ranny de Sousa. Que também é quem elabora todas as receitas das cervejas.

Fonte: o Guia da Cozinha

Muito mais cervejarias criadas por mulheres!

Depois que publiquei o post “8 Cervejarias criadas por mulheres” no Instagram, diversas pessoas começaram a indicar cervejarias criadas por mulheres que eu não havia citado.

Com isso, peguei todas as cervejarias mencionadas, conferi e inclui nessa lista.

No total, consegui reunir dezenas de cervejarias criadas por mulheres, além dessas oito. Li sobre todas e vou te contar, tem cada história!

Sei que tem muito mais, mas, fiquei feliz demais pela repercussão do post e pela ajuda de todos.

Para organizar a lista, separei por estado e indiquei a cidade e o @ de cada cervejaria. Assim, você vai poder procurar saber sobre cada uma, além disso, vai poder procurar por elas para consumir seja online ou quando for em suas respectivas cidades.

Caso saiba de alguma que não esteja nessa lista, me manda por direct no www.instagram.com/cervejeirauai para que eu possa atualizá-la.

Aí vão as outras 50 cervejarias criadas por mulheres:

Para ver o post parte dois, clique aqui.

Minas Gerais (16)
@cervejalibertaria  (Viçosa)
@castrocervejaria (Uberlândia)
@trioracervejaria (Uberlândia)
@pandega_beer  (São Domingos do Prata)
@cervejariamagia (Belo Horizonte)
@cervejariaaldeiadamata (Serra da Canastra)
@cervejariarhara (Belo Horizonte)
@cervejariaonix (Capim Branco)
@cervejariaflorestaelfica (Catas Altas)
@cerveja_serafina (Belo Horizonte)
@cervejariaempirica (Montes Claros)
@ovelhanegracervejaria (São João del-Rei)
@cervejariapelizer (Araguari)
@hop.makers (Divinópolis)
@cervejarialiberteoficial (Paracatu)
@alavrasnovense (Lavras Novas)

São Paulo (3)
@blondine.oficial (Itupeva)
@saobernardocervejaria (São Bernardo)
@bemtebrew (Ribeirão Preto)

Rio de Janeiro (2)
@adcraftbeer (Nova Friburgo)
@cervejadamulherguerreira (Rio de Janeiro)

Espirito Santo (1)
@cervejariagrecco (Venda Nova do Imigrante)

Rio Grande do Sul (10)
@daluzcervejaria (Porto Alegre)
@cervejasapatista (Porto Alegre)  
@staunenbier (Porto Alegre)
@hildegard_cervejas  (Porto Alegre)
@cervejainsurreicao (São Francisco de Paula)
@zingarabirra (Porto Alegre)
@muttbrewery (Porto Alegre)
@sinapses.conexoes (Porto Alegre)
@mataleaooriginal (Santa Maria)
@oripacha (Morro Reuter)

Santa Catarina (4)
@cervejacevademina (Florianópolis) 
@ballenabrewery (Florianópolis) 
@maltescraftbeer (Florianópolis)
@penhascocervejaria (Penha) 

Paraná (1)
@lavelkra (Matinhos)

Goiás (2)
@cervejariasaobento (Alto Paraíso)
@cervejacolombina (Aparecida de Goiânia)

Bahia (3)
@proacervejaria (Lauro de Freitas)
@cervejarosaroja (Salvador)
@brabahcervejaria (Salvador)

Acre (1)
@seringalbier (Rio Branco)

Maranhão (2)
@cervejariaquadra66 (São Luis)
@cervejariadona (São Luís)

Alagoas (1)
@pareacervejaria (Maceió)

Paraíba (1)
@birrificio55 (João Pessoa)

Piauí (1)
@cervejariaininga (Teresina)

Pernambuco (2)
@cervejariarisoflora (Recife)
@friedahaus (Recife)

Em 2022, para atualizar esses dados e manter as pessoas informadas, publiquei um novo post: “50 cervejarias criadas por mulheres”. Veja a repercussão dele clicando aqui.

Hoje, já estamos em 58 cervejarias. Com certeza esse número é maior. Me mande e ajude a divulgar!