#TBT: DAB – The Shannon Irish Pub – Teatro Solís (Montevidéu)

O último #tbt de Montevideu vai ser com uma cerveja que tomei em um pub da cidade.20180408_230141.jpg

Essa é a Dark Beer, uma dunkel da Cervejaria DAB. Ela está dentro do que manda esse tradicional estilo alemão. Uma cerveja encorpada com sabor e aroma maltados e um moderado adocicado. O amargor dos lúpulos é bem baixo, o que me agradou bem.

O ABV é 4,9%, de boa. Dá pra tomar uns 2 latões desse.

dba

A DAB é a abreviação de Dortmunder Actien-Brauerei, ou seja, ela nasceu em Dortmund, na Alemanha. Sua história começa em 1868, quando os empresários Laurenz Fischer e Heinrich e Friedrich Mauritz criaram uma cervejaria a vapor altamente avançada, Bier-Brauerei Herberz & Cie., juntamente com o mestre cervejeiro Heinrich Herberz. Em 1872, a cervejaria torna-se uma sociedade anônima sob o nome de “Dortmunder Actien-Brauerei”.

Daí para cá foi só sucesso. A cervejaria ganhou várias premiações e honrarias. Em 1959, tornou a segunda cervejaria alemã a produzir um milhão de hectolitros por ano. Em 1997, já produzia 4 milhões de hectolitros. A cervejaria não para de crescer e continua investindo e inovando até os dias de hoje.

Hoje eles fabricam, além da Dark, a Dortmunder Export, a Diat-Pils, a Maibock e a Radler.

dab_international.png


20180408_223534.jpg

Essa cerveja nós tomamos em um lugar que vale muito a pena citar aqui: o The Shannon Irish Pub. Como o nome diz, é um pub irlandês em plena Montevidéu.

O lugar é excelente. Eu nunca fui na Irlanda, mas penso que seus pubs devem ser exatamente assim: pequenos, escuros, com pessoas compartilhando o balcão e mesas, com a música no talo, boa comida e muita cerveja especial.

20180409_013806

Na época que fomos, estava decorado com enfeites da Zillertal estilo St. Patrick’s Day (uma festa tradicional na Irlanda que comemora-se com muita cerveja verde – já falei desse festejo aqui). Não sei se é uma decoração comum da casa, mas sei que ela lembra o tempo todo seus patrocinadores que é a Zillertal (cerveja tradicional de Montevidéu – que já falei aqui) e a Jameson (whisky tradicional irlandês). Além dessa decoração, lá tem um cantinho irlandês, com várias lembranças da Irlanda.

O pub é um dos mais antigos da cidade. A carta de cerveja de lá é de cair o queixo, com cervejas locais e importadas, industriais e artesanais, além de coquetéis e Whisky. Para comer tem diversidade também como: hambúrgueres gourmet, queijos e frios, pizzas caseiras e sobremesas.

20180408_232741

20180408_235942

Veja aí o que tomamos:

No dia, estava muito cheio, mas não demorou muito para conseguirmos uma mesa no 1º andar, perto das bandas. Duas bandas se apresentaram: uma de rock e uma de jazz. As duas ótimas, mas confesso me arrependi de ter sentado ali, a altura do som me incomodou. Talvez, as mesas da rua devam ser melhores. Lá tem mesas na rua, no primeiro andar, segundo andar e ouvi dizer que tem um subsolo. Não vi isso.

Ah, e quanto ao público, tem de tudo, todas as idades, casal, turma e solteiros. Eu adorei o clima! Voltaria de novo e sentaria lá fora…rs

20180408_232538

Um pouquinho mais de fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 


Só para não ficar sem ponto turístico neste #TBT eu escolhi um local que eu tirei foto porque achei bonito, e também é um ponto turístico famoso em Montevidéu, porém, eu estava cansada o suficiente para não querer entrar nele: o Teatro Solís.

20180405_111632.jpg

O nome é uma homenagem ao descobridor do Rio da Prata, Juan Días de Solís, e foi inaugurado em 1856 com a Ópera de Verdi Ernani, se tornando a sala teatral mais importante do Uruguai onde se realizam os principais eventos culturais do país.

Em 1998, aconteceu um incêndio que fechou o teatro para reformas que duraram até o ano de 2004. A prefeitura de Montevidéu pagou a reforma e transformou o teatro na sala mais moderna do país mantendo a estrutura e estética do edifício original.

Com isso, ele se tornou um ícone de Montevidéu, e um dos principais teatros da América do Sul, incluindo o Uruguai no circuito da ópera, apesar de apresentar programação com variadas orientações estéticas.

Lá tem visitas guiadas em português, mas não tinha perna mais e nem dia para voltar.

teatro solis
Foto http://www.dicasdouruguai.com.br

#TBT: Cerveza Mastra – La Chopería Mastra de 21 (Montevidéu)

O #TBT de hoje é em uma choperia que conheci em Montevidéu.

20180405_220811

A La Chopería Mastra 21 pertence à Cerveza Mastra, uma das primeiras cervejas artesanais do Uruguai.

O lugar é muito gostoso. Te faz sentir em outra época com as paredes rústicas, algumas mesas em formato de barril, outras feitas de caixote, que compõem um ambiente alto astral.

São três ambientes, o externo para fumantes e dois internos. Um com os barris e o outro composto de caixotes como mesa e cadeiras, que penso não ser muito confortável. Como os barris não são. Mas, é um ambiente diferente, você acaba se acostumando.

20180405_222648

Para entreter, tem uma máquina de fliperama.

O local conta com 12 torneiras com chopes próprios. Sim! Não tem chope repetido e nem de cervejaria convidada. Eita! Experimentamos alguns muitos e todos estavam muito bons! Sem muitos destaques, como todos os artesanais uruguaios que tomamos.

20180405_225251

Apesar de ter muitas opções para comer, ficamos somente nas Papas (batatas) Rústicas.

Se pensa em ir para o Uruguai e conhecer diversos estilos de uma cerveja uruguaia, esse é o lugar. Eu gostei bastante.

La Choperia Mastra de 21
21 de Setiembre, 2650 – Punta Carretas
Montevidéu -Uruguai
http://www.mastra.com.uy


mastraA Cerveza Mastra surgiu em 2007. Em 2006, um jovem engenheiro, depois de fazer uma viagem para Córdoba, na Argentina, observou que no Uruguai não existiam cervejas artesanais e nem especiais. Depois de estudar o mercado, os fornecedores e o processo, ele cria um projeto que apresenta para um investidor local.

Então no ano seguinte, a Mastra Beer chega ao mercado com três tipos de cervejas (Dorada, Roja e Negra).

A cervejaria dedica-se ao crescimento do mercado de cervejas especiais, ligando-a à alta gastronomia, realizando workshops educativos, harmonizações e eventos para que o público conheça as qualidades desta cerveja.

Hoje, eles fabricam 16 estilos de cerveja. Uau!

cerveceria_mastra_01-e1557887952653.jpg

Além da La Chopería, a Mastra conta com mais três choperias, onde podemos encontrar seus chopes e garrafas. Também podemos encontrar Mastra em outros restaurantes e bares do Uruguai.

 

#TBT: Barbara Cabesas Bier – Palacio Salvo (Montevidéu)

20180409_002849-e1557367749342.jpg

A cerveja do #tbt de hoje é uma cerveja de trigo bem boa!

É a Barbara uma Weiss da Cervejaria Cabesas Bier, uma cervejaria do Uruguai, sobre a qual eu já falei por aqui.

A cor dela é bem turva devido a sua levedura especial e por ela não ser filtrada. O aroma é bem tradicional, conforme manda o estilo, de cravo e banana. Assim como o aroma, seu sabor é tradicional de uma Weiss:  doce e frutado. Muito refrescante de tomar, nada enjoativa. Amargor quase não tem, seu IBU é 15 e o teor alcoólico é 4,9%.


O ponto turístico é um dos cartões postais de Montevideo: o Palácio Salvo, um edifício inaugurado no ano de 1928.

PlazaIndependencia

O prédio tem 95 metros e 27 pisos, foi a torre mais alta da América do Sul por vários anos.

A sua localização é bem privilegiada, já que fica em frente à principal praça da capital, a Plaza da Independencia, e na esquina da principal avenida, a 18 de Julio.

pontos

Fizemos uma visita guiada, que vale muito a pena. Pois o guia conta muitos momentos marcantes e lendas desse prédio.

Uma coisa que achei interessante é que todos os detalhes da construção têm um significado, já que sua estrutura e decoração se basearam nos princípios da alquimia e da maçonaria.

Hoje, o prédio é ocupado por empresas e apartamentos residenciais. Além disso, tem uma sala onde acontecem jogos e campeonatos de sinuca.

Visitamos vários andares, cada um com um pouco de história para contar, até chegar no terraço.

20180405_154115

Aí sim. Lá de cima, você tem uma linda vista da Plaza Independecia, do Rio Prata e de boa parte de Montevidéo. Como diz o guia, logo ali atraz daquela linha horizontal, está a Argentina. 🙂

20180405_154117

20180405_153949

Para quem gosta de história e vista bonita, vale muito a pena esse passeio.

#ficaadica

#TBT: Montevideo Brew House (Montevidéu)

O #TBT de hoje é de um local para beber cerveja artesanal uruguaia e é também o ponto turístico. Ou seja, se for em Montevidéu é parada obrigatória!

20180408_012929

20180407_222556O Montevideo Brew House, MBH, é uma casa que serve somente chope artesanal do Uruguai. São 15 torneiras disponíveis com cervejas próprias e outras cervejarias locais muito bem selecionadas.

Eles fabricam seis estilos: Dry Stout, Brown Ale, American IPA, Belgian Strong, Scottish e Kölsch.

montevideo brew house

O MBH fica em um casarão antigo em uma esquina bem movimentada. Quem vê de fora, parece ser grande. Mas não é. Lá dentro é bem apertadinho, com a banda colada nas mesas. O clima é de descontração, com pessoas jovens, descoladas e super alto astral. São dois andares, não cheguei a ir no segundo andar, mas o primeiro é bem quente. Prepare-se!

Sentamos do lado de fora porque do lado de dentro, o som da banda, que tocava rock clássico, era muito alto, não dava para conversar muito, além do calor. Mas, do lado de fora, o povo não tinha muita educação para fumar. Eu já estava em tempo de ter um troço, vinha fumaça de todos os lados. Para quem não é fumante, isso incomoda muito. Até que o garçom conseguiu uma mesa na parte interna. Aí sim, eu fiquei mais à vontade, com calor, mas sem fumaça…rs.

20180407_230336

O atendimento é bom. Apesar de estar lotado, nossos pedidos chegaram rápido e certinho. Os preços são normais para o padrão uruguaio de ser.

Para beber, pedimos dos mais variados chopes. Todos bem gostosos. Quando fomos, nem todas as torneiras estavam disponíveis. Destaque para a dry stout da casa com nitrogênio! Da casa mesmo, só tinha ela e uma Belgian. Veja aí o que tomamos.

Se preferir, pode encher o growler para levar o chope para viagem.

E para comer, tem muita opção: Sanduiches, petiscos, hambúrguer, pizzas e sobremesa.

Nós pedimos uma pizza de presunto parma com rúcula. Estava deliciosa e bem caprichada. Aí, já viu, né?! Como beber mais?

20180407_234857.jpg

Então fica essa dica excelente de lugar com cerveja artesanal para conhecer em Montevidéu!

Ah, quando for, chegue cedo!

Montevideo Brew House
Libertad 2592 esq. Viejo Pancho – Pocitos
Montevidéu, Uruguai
http://www.mbh.com.uy

#TBT: Chela Brandon – Estadio Centenario (Montevidéu)

O #TBT de hoje é com mais uma cria de Montevideo (Uruguai): a Chela Brandon20180406_112037.jpg

Essa é a Blond Ale deles. Uma cerveja que segue as características belgas. Apresentou uma coloração clara e o aroma acompanha o sabor: frutados. Sente-se também um leve dulçor do malte. Bem suave, achei uma delícia para tomar várias. Adorei!

logo_chelaA Cerveza Chela Brandon é uma cervejaria familiar que começou em 2011 com o seu primeiro trabalho experimental. Consolidou-se em 2013, com o objetivo de recuperar a tradição artesanal e produtos naturais das diversas gerações da família. Todos os envolvidos primam pela qualidade dos produtos que entregam.

Hoje eles produzem 6 rótulos, porém a família ainda quer ampliar ainda mais esse leque. Os estilos são: Blonde Ale, English Pale Ale, Honey Ale, Porter, Belgian Brown Ale e Belgian Blonde Ale.

rotulos chela

Adoro os rótulos deles.


O ponto turístico é um lugar conhecido pelos amantes do futebol mundial: O Estádio Centanário.

20180406_114446.jpg

Localizado em Montevideu, no Uruguai, ele foi construído, em 1930, para sediar a primeira Copa do Mundo de Futebol. Devido às chuvas de julho, foi inaugurado com atraso. O nome deve-se à celebração do 100º Aniversário da Primeira Constituição do Uruguai.

O estádio tem capacidade para 65 mil pessoas. Naquele ano, a final da copa foi entre o Uruguai e a favorita Argentina e o estádio recebeu 93 mil torcedores, quando o Uruguai ganhou por 4×2 e se sagrou o 1º campeão do mundo.

O estádio parece que não teve muita mudança desde 1930. Ele é um estádio raiz, com muito cimento e as cadeiras das antigas. Se bem que os torcedores de hoje merecem essas cadeiras antigas, pode subir à vontade que não quebram por nada.

20180406_115603

Ele é pintado de azul para lembrar a seleção uruguai, conhecida como Celeste devido à cor do uniforme.

Foi eleito patrimônio cultural da humanidade. Um estádio velho que lembra o passado do futebol mundial. Achei ele bem abandonado, é capaz de ser esquecido com o tempo. Tanto que, quando fomos, eram poucos os visitantes. Diferente de quando fomos no La Bombonera, que também não é tão moderno, mas tem como atrativo o valor que o Boca o fez ter.

Veja mais detalhes nas fotos:

 

Dentro do estádio há um Museu do Futebol, com histórias sobre sua construção e grandes clássicos realizados. Lá encontramos camisas de seleções, artigos usados em cada época no futebol, réplicas de salas de reunião, troféus, algumas lembranças de libertadores ganhadas por times do Uruguai, lembranças de partidas históricas como o inesquecível Maracanazo…aff.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Maracanazo, quando o Uruguai foi campeão mundial no Maracanã em cima do Brasil, em 1950, é muito valorizado até hoje, inclusive tem um quadro gigante desse dia no meio do museu.

Lá você entra em um túnel do tempo. Em alguns momentos, cheguei a arrepiar com narrações e reprises de lances históricos.

Ah. Tem até lembrança do Cruzeirão Cabuloso (o único time brasileiro por ali)! Kkkk. O marketing do Cruzeiro está de parabéns! No cantinho do Cruzeiro, tem a campanha que o time fez quando foi campeão da Taça Brasil de 1966 (Campeonato Brasileiro da época), porém com um uniforme de um ano que não serviu de nada para gente, 2012, e uma mini taça da Libertadores, com menção às duas taças conquistadas pelo Cruzeiro, em 1976 e 1997. Mistureba!

Para quem gosta de futebol, recomendo a visita. É um mergulho na história do futebol mundial!

#TBT: Bis Bier – Plaza Independencia (Montevidéu)

20180408_210032-e1548801289848.jpg

O #TBT de hoje vai ser com uma cervejaria artesanal que está começando no mercado uruguaio e que me ganhou pela receptividade e atenção de seus donos, além da cerveja de qualidade.

Essa daí é a Irish Red Ale. Uma cerveja bem saborosa. Com aroma e sabor caramelizados, tem um leve sabor de maltes tostados no final que a deixam um pouco seca no fim. Seu amargor é bem discreto. Adorei a cerveja. ABV: 5,2%
——————————————–
logo-bis-bier.pngA Bis Bier, surgiu na cidade de Salinas, no Uruguai, em dezembro de 2017. Seu início, foi um desejo do casal Carlos e Laura e seus sobrinhos Matías e Eduardo (e esposa Ana) de fabricarem a própria cerveja.

No começo, eles contaram com a ajuda de cervejarias que já estavam no mercado como Cerveza Quican e a Piwo Cerveceria. Depois de alguns experimentos, enfim o sonho virou realidade.

Hoje, a Bis Bier produz quatro estilos de cerveja 100% artesanais: Blonde Ale, American IPA, Amber Ale e Sweet Stout. Não tem a Irish mais.

Senti muita força de vontade deles em fazer uma cerveja de qualidade para esse público tão exigente. Pude tomar a Blond e a Irish, as duas estavam excelentes. Eles vão longe!

bis-bier-cervas.jpg


20180405_143626.jpg

O prato de hoje, foi um almoço que comemos no restaurante La Passiva, que fica no centro de Montevideo.

Um churrasco de cuadril (alcatra) com purê e salada caprichado e delicioso!

Pagamos $330 pesos.


O ponto turístico é a Plaza Independencia, o cartão postal e a principal praça da capital do Uruguai, Montevideo, projetada pelo arquiteto Carlo Zucchi, em 1837. Foi o primeiro lugar que visitamos. Ali, você já “mata”, vários cartões postais em uma visita só.

20180405_134810

No entrono da praça, ficam: a Porta da Cidadela (Puerta de la Ciudadela), uma porta que restou da fortaleza que protegia Montevidéu anos atrás. Encontramos, também, diversos edifícios antigos e importantes para a cidade, como o Palácio Salvo (falarei sobre ele em outro post), Teatro Solís (também falarei em outro post), a Torre Executiva, atual sede do Poder Executivo, e o Palácio Estévez que foi utilizado como sede da presidência. Depois virou Museu da Casa do Governo, expondo trajes, objetos, móveis, quadros e outros artigos que fizeram parte do dia a dia de presidentes uruguaios. Não visitei porque já estava cansada.

porta da cidadela      20180405_111554
Porta da Cidadela                                                             Palácio Salvo
img_7462
Museu da Casa do Governo

20180405_105231

Além de todos esses edifícios, no meio da praça fica um dos monumentos mais fotografados de Montevideo, uma estátua dedicada ao libertador José Artigas. No subterraneo da praça, encontra-se um mausoléu que abriga a urna de restos mortais de José Gervasio Artigas, militar e herói nacional da independência uruguaia apelidado de “pai da pátria oriental”.

Datado de 1977, o ponto turístico preserva parte da história do país, com inscrições nas paredes internas que relembram as conquistas do General. A visitação é gratuita e em silêncio, em respeito ao general. Achei muito legal como eles preservam e respeitam a memória de uma pessoa que teve importância para o país. O espaço é guardado permanentemente por soldados de honra do Regimento Blandengues de Artigas e, se você tiver sorte (como tivemos), você consegue ver a troca de guardas. Tudo feito com muito silêncio e respeito.

Saindo de lá, fomos para a Avenida 18 de julho, a mais famosa da cidade. Tem de tudo na avenida, é muito movimentada. E o principal, tem wi-fi QUE FUNCIONA por toda a Avenida! Alô, Brasil, estamos ficando muito pra trás.

Amei o primeiro dia de posseio!

img_7458.jpg
Avenida 18 de Julho à frente

#TBT: Davok – um tour pela fábrica em Montevideo

bandeira uruguai

O #TBT de hoje é com a primeira cerveja artesanal que conheci em Motevideo – Uruguai, a Davok. Ela é uma das primeiras cervejarias artesanais do país e tem sua fábrica instalada na capital.

Depois de muitos TBT pela Alemanha e Itália, onde as cervejarias são milenares, vamos perceber, a partir deste TBT, que o surgimento da cerveja artesanal no Uruguai é bem recente.

logo_davok-color.jpgA cervejaria Davok – Cervecería del Sur – surgiu quando Mariana López estava estudando para um exame de bioengenharia e viu no livro um exemplo de usos industriais da levedura. A partir de então, a curiosidade para tentar fazer cerveja levou Mariana e Alejandro Baldenegro entrar em contato com os fabricantes de cerveja do Uruguai para começar a fazer a própria cerveja.

Em 2009, começaram a produzir cervejas para vender em bares de Montevideo. Devido seu processo de desenvolvimento e o alcance de padrões muito elevados para produtos de qualidade, a Davok ganhou medalhas em competições internacionais.

Hoje eles produzem a American Blond Ale, American IPA e Oatmeal Stout.

 


20180405_121606

Aproveitamos nossa passagem por lá e fomos visitar a fábrica da Davok. Quem nos recepcionou foi o próprio Alejandro. Pessoa super simpática que, com toda paciência do mundo, nos explicou como surgiu a cervejaria, nos mostrou todo o procedimento e maquinário usado para a fabricação. Respondeu as nossas mil perguntas sobre as cervejas artesanais no Uruguai, o mercado por lá etc. Que legal a gente conhecer e conversar com uma pessoa tão entendida e com conhecimentos de outro país.

Além de todo conhecimento que nos passou, ele nos contou um pouco de sua história. Depois que ele já fabricava cerveja, teve uma doença (não lembro o nome) que, hoje, não o permite tomar cerveja mais L. Mas, mesmo assim, continuou com o sonho de fazer boas cervejas. Diz ele, já acostumou com a ideia e não sente falta mais, porém a vontade de fazer cerveja é a mesma. Interessante, né?!

Davok Oatmeal

Alejandro nos deu dica de lugares para tomar cerveja artesanal na cidade e nos presenteou com essa Oatmeal Stout que já estava maturando há alguns anos. Deliciosa, com aromas de grãos tostados e um sabor intenso e bem característico de café.  Amei o presente, amei conhecer a história do Alejandro, da cervejaria Davok e das cervejas artesanais no Uruguai.

Que dia! Que oportunidade! Obrigada, Alejandro. Obrigada, Davok, pela experiência!

Não achei a cerveja deles para comprar em lata ou garrafa. Apenas nos brew pubs.

20180405_124501

Acesse www.davok.com.uy e saiba mais sobre eles e onde achar!

Mais fotos da visita: