10 dicas de onde assistir aos jogos da Seleção Brasileira

Após quatro anos e meio de espera, enfim, começou a Copa do Mundo do Catar. Eu sei! Não fomos convocados e não entraremos em campo, mas a gente sempre busca um motivo para juntar com os amigos e familiares para tomar uma e fazer uma farra boa. É assim no Brasil todo e, na capital dos butecos, Belo Horizonte, não seria diferente.

A estreia da Seleção Brasileira acontece nesta quinta-feira (24) e diversos estabelecimentos já estão se preparando para receber os torcedores.

Se você ainda tem dúvidas de onde reunir os amigos e vibrar pelo Brasil, vim aqui quebrar seu galho. Confira a lista de locais em Belo Horizonte e região que separei para você não perder nenhum lance dos nossos craques:

Carna Copa

Será uma experiência diferente, em um lugar inédito a céu aberto, em um rooftop de grande proporção com vista para a Serra do Curral. Uma cenografia especial está sendo montada no espaço, inclusive um avião personalizado e exclusivo faz parte da decoração. A programação engloba todos os jogos do Brasil, até a final da Copa, rumo ao Hexa. Com uma estrutura completa para a transmissão dos jogos, dois super painéis de LED, espaço coberto por tenda, um palco 360º com uma programação de shows e diversos atrativos de interação para o público vivenciar o melhor da Carnacopa. Aniversariantes terão condições especiais para curtir o evento. Fiz um post especial sobre ele, clique aqui.

Mr. Hoppy Prado

Vai ter Copa do Mundo no Mr. Hoppy , no Prado e ações legais estão sendo preparadas para atrair os amantes do futebol.  Ao comprar o copo personalizado da Copa (550ml) o cliente tem direito a participar do bolão do jogo e acertando o placar ele pode ganhar 1 growler de pilsen. O copo sai por R$18,00 com chope pilsen e o refil vale R$14,00 neste copo. E a cada gol do Brasil terá 20min de rodada dupla de pilsen após o jogo.

Endereço: Mr. Hoppy Prado – Av. Francisco Sá, 430 – BH
Informações: www.instagram.com/mrhoppybhprado

Nossa Copa

O evento Nossa Copa traz o maior painel de LED da cidade! Comprovado o maior, um verdadeiro cinema para assistir aos jogos! São 10m x 4m e promete uma experiência única. Além disso, durante os jogos haverá show, chope Krug Bier, comidas de estádio, como o tropeiro, e um evento 100% coberto a prova de chuvas.

Endereço: Serraria Souza Pinto (Avenida Assis Chateaubriand, 889, Centro)
Informações: www.nossacopabh.com.br e ou www.instagram.com/nossacopa.bh

Undeground Pub

A casa vai criar uma programação especial para a transmissão dos jogos. Serão instalados dois telões de alta definição, um em cada palco da casa, além de diversos televisores que já estão disponíveis e espalhados pela casa. Haverá ainda uma decoração temática nas cores do Brasil. Sempre haverá shows, antes e depois das partidas. O tradicional cardápio da casa estará presente, com a estufa com comida de buteco e porções diversas. Claro que a casa tem uma linha ampla de cervejas artesanais e populares, de 600ml e long neck e drinks exclusivos, além de combos especiais.

Endereço: Av. Itaú, 540 – Dom Cabral – Belo Horizonte/MG
Informações: www.instagram.com/undergroundblackpub

Espaço Artéza

A Cervejaria Artéza vai fazer uma programação especial para a Copa. Quem fizer reserva na casa em jogos da Seleção Brasileira já vai começar com o pé direito: vai ganhar um chope pilsen 300ml. A casa já tem toda estrutura para transmissão de jogos e vai também enfeitar a casa nas cores do nosso país. Nos dias de jogos do Brasil tem shows ao vivo e muita festa.

Endereço: Rua Cuiabá, 302 – Bairro Prado – BH
Informações: www.instagram.com/cervejaarteza

Porks

Em parceria com a Verace, a marca encomendou chope verde e vai servir chope nas cores do Brasil. Além da decoração toda verde e amarela, a casa está instalando novos televisores nas três unidades para que todos possam assistir às partidas com conforto. Todo jogo do Brasil a casa vai funcionar com programação especial e haverá também shows ao vivo. Você vai torcer pela Seleção Brasileira e para ser o sortudo do dia, pois kits das cervejarias serão sorteados a cada jogo. Fazendo sua reserva antecipadamente a partir de 10 pessoas, ganhe 10 chopes Pilsen 300ml.

Locais:

Porks Savassi (Rua Fernandes Tourinho nº 19 – Loja 4, na Savassi)Horário de funcionamento:
Informações: www.instagram.com/porks_savassi

Porks Castelo (Rua Castelo de Alenquer, 50 – Bairro Castelo)
Informações: www.instagram.com/porkscastelo

Porks Praça Tiradentes (Praça Tiradentes, 51)
Informações: www.instagram.com/porks_pcatiradentesbh

Andrade Colaborativo

Um cardápio caprichado que conta com duas horas de open bar com chope, vodka, energético, gin tônica, refrigerante e água, é a aposta do Andrade Colaborativo. Quem for assistir à estreia da seleção canarinho no complexo que reúne oito bares e restaurantes, na Savassi, ainda vai poder aproveitar um ambiente com música ao vivo, decoração temática e copo exclusivo. A casa ainda montou uma estrutura com quatro TVs de 75 polegadas e dois telões com som de cinema.

Endereço: Rua Alagoas, 851 – Savassi
Informações: http://www.instagram.com/andradecolaborativo 

Quintal da Play

Nos jogos do Brasil quem for a caráter ganha um chope artesanal. Além disso, a cada chope comprando até 30 minutos antes do jogo, você tem direito a um palpite. Quem acertar o resultado ganha 03 chopes e um Ecocopo da Copa! Durante a copa todos os chopes do Festival Ficc de 500ml por apenas R$ 6,00, sendo o 1º por R$10,00 pois você leva um lindo Ecocopo da Copa!

Endereço: R. Perdões, 269 – Carlos Prates – BH
Informações: www.instagram.com/quintal_da_play

Parque da Copa

O Palácio das Mangabeiras, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, vai transmitir os jogos do Brasil e de outras seleções na Copa do Mundo de 2022. Além da torcida pelo hexa, o “Parque da Copa” contará com diversas atrações. O público terá contato com blocos de carnaval de BH, gastronomia temática de diversos países e atrações destinadas às crianças. Com programação entre 12h e 22h, as entradas para o evento estão à venda no Sympla.

Endereço: Rua Djalma Guimarães, nº 161, bairro Mangabeiras
Informações: www.instagram.com/parquedacopa

BudX BH

Um espaço em BH com música e bebidas para assistir aos jogos da Copa do Mundo é o BudX, evento que acontece mundialmente e, no Brasil, contará com sete cidades participantes. Em BH, Djonga, Gilsons e Rael são alguns dos destaques do evento, que começa no dia 24 e vai até 18 de dezembro, dia da final da Copa. Além dos artistas citados, Gabriel O Pensador, Felp 22, Kingdom, Gustavo Maguá, Chama o Síndico e outros talentos fazem parte da programação.

Endereço: Rua Itambé, nº 200, bairro Floresta – BH
Informações: www.instagram.com/budx_bh

Festival Internacional de Cerveja e Cultura promove Congresso Técnico

Lúpulo brasileiro será a grande estrela

Belo Horizonte, conhecida como polo das cervejas artesanais, agora será conhecida também como a capital produtora do lúpulo brasileiro. Por isso, o FICC (Festival Internacional de Cerveja e Cultura), que há sete anos promove o evento cervejeiro de grande porte, sendo um dos mais importantes do estado, vai realizar neste mês, o Congresso Cervejeiro FICC.

Entre os dias 11 a 14 de novembro, alguns dos principais nomes do mercado cervejeiro estarão reunidos para debaterem afinidades, sinergias e desafios do mercado. O Congresso é aberto a pessoas de todo o Brasil, sejam cervejeiros, sommelieres, pessoas ligadas ao turismo, empreendedorismo, inovação, associados do Sindbebidas, Abracerva e Sindicerv, gastrônomos, jornalistas, organizadores de eventos, enfim, será um evento bem abrangente.

O Congresso Cervejeiro FICC será composto por mesas redondas, palestras, visitas técnicas, Podcast, beertour e vai trazer as várias temáticas do mercado cervejeiro, e mais do que isso, incluir BH na Rota Nacional de Produtores de Lúpulo. Para isso, foi firmada uma parceria entre o evento, a Associação Brasileira dos Produtores de Lúpulo – APROLUPOLU e a mais nova Fazenda Cervejeira, localizada dentro de BH, sendo a única fazenda cervejeira urbana do Mundo e já produzindo lúpulo. Até bem pouco tempo atrás, não se cogitava a produção de lúpulo em BH.

O evento vai contar com uma programação intensa. A festa de encerramento do Congresso irá abranger o público além dos congressistas.

Foto: Cintia Magalhães / http://www.bsfotografias.com.br

Programação:

Sexta-feira, 11 de novembro

19h – Credenciamento para os participantes, cerimonia solene de abertura, Coquetel com show da banda Moshlab e Dj Mateus Nunes só no vinil.

Local: Sindbebidas (FIEMG) – Avenida Do Contorno, 4456, Stª Efigênia.

Sábado, 12 de novembro

9h – 1º Painel – O Lúpulo no Brasil

Palestrantes:
– Dr. Gabriel Cássia Fortuna (RJ), Diretor Técnico da APROLUPOLO – Tema: Qualidade x Produtividade
– DuanCeola, Professor da Escola Cervejeira de Malte de Blumenau (SC) – Tema: Técnicas de Lupulagem (sc)
– Herman Wigmam (SP), Presidente da APROLUPOLO– Tema: Produção e Panorama Geral do cultivo da planta no Brasil
– Gabriel Purri (MG), Diretor da empresa Mundo Hop – Desafios do Plantio em Escala
– José Felipe Carneiro (MG), Fundador da Fazenda Cervejeira de BH – Tema: Case da Fazenda Cervejeira (1ª Fazenda cervejeira urbana do Mundoi)

14 h – 2º Painel – ABRACERVA

Palestrantes:
– Gilberto Tarantino (SP) Presidente da ABRACERVA – Desafios e Contribuições da ABRACERVA
– Fabrício Faria Almeida (MG) Fazenda Terezinha e a Cervejaria Zalaz como Turismo Rural
– Bia Amorim(SP) Sommeliera – A construção da escola brasileira de cervejas
– Leandro Sequelle (SP) GrajaBeer – Diversidade no meio Cervejeiro
– Priscila Colares (MG) Sommeliere – Consumo Responsável
– Lucas Lima (RJ) – Gerente de Consumo Responsável da AMBEV

HAPPY HOUR  com Welcome BEER no Stadt Jever

Domingo, dia 13 de novembro

9h – 3º Painel –Tendências, Tecnologia e Intercambio Internacional

Palestrantes:
– Gustavo Koala(MG) – Cervejaria Koala San Brew – Tema: Largers Tchecas e suas produções fiéis como um dos principais focos na Koala San Brew
– Tomãs Kopecky (CZ) Ceo da empresa CHEOPS – Um revisão sobre os métodos e processos de sanitização com foco nos barris e na tecnologia das máquinas da empresa CHEOPS
– Tomãs Kincl (CZ) – Ingredientes nativos, processos e suas peculiaridades na fabricação de cervejas Tchecas.

14h – 4º Painel – Cerveja em Libras – Acesso ao universo cervejeiro em Libras

Palestrantes:
– Professor Marcos Roberto Oliveira Beer Sommelier pela Science of Beer Institute, homebrewer, mentor do projeto em Libras “Setembro Azul” juntamente com a cervejaria Bezy de Brasília e também mentor do projeto Experiência dos Sentidos e o responsável do perfil@cervejaartesanalemlibras.
– Fernando Pachecoé surdo, Assistente de Faturamento, Sommelier de cerveja pela Science of Beer Institute, home brewer, Instrutor de libras com Ensino Superior Incompleto – Administração. Produtor do Projeto “Somos diferentes de você?” e “Precisamos do dia do Surdo?” Auxiliar Surdo do perfil @cervejaartesanalemlibras e consultor e Sommelier Surdo na cervejaria Captain Brew.

15h30 – Sarau

Apresentação do Sarau Todos estão surdos – tem como atração a poesia, performance e contação de histórias dentro do espectro da identidade e cultura da comunidade surdo brasileira.

16h – 5º Painel – Ferramenta de Marketingno Mundo Cervejeiro

Palestrantes -formato Podcast Surra de Lúpulo com Ludmyla Almeida (RJ)- Ipacondriaca e Leandro Bulkkol (RJ) convidam: Stef Monteiro, Sommeliere e Digital Influencer (SP) e Estácio Rodrigues, Sommelier e sócio do Instituto da Cerveja.

BEER TUR – DA PAMPULHA À SAVASSI 

Segunda-feira, 14 de novembro

9h – Visita técnica guiada na Fazenda Cervejeira comDiretorTécnico e o Presidente da APROLÚPULO, Gabriel Cássia Fortuna e Hermanus Wigman

12H –Almoço INCLUSO

14h – Festa de encerramento. Show com as bandas Ca$h e FiccBeer Band com Rodrigo Santos (Ex-Barão Vermelho), Leo Lachini (Ex-guitarrista do Tianastácia) e Glauco Mendes (baterista da banda Lagum) DJGustavo Castro, drinks especiais, intervenções circenses e espaço Kids

Sobre o FICC

O Festival Internacional de Cerveja e Cultura nasceu em 2015 com objetivo de fomentar a cultura e a indústria cervejeira no estado e no Brasil.

Os números:

§  São 7 anos
§  9 edições
§  Mais de 100 mil pessoas que passaram pelo FICC
§  Mais de 200 cervejarias participantes
§  Mais de 500 artistas escalados
§  20 palestrantes de 3 países diferentes
§  Mais de 30 dias na imersão do mundo da cerveja
§  Mais de 1000 profissionais envolvidos
§  Mais de 500 rótulos de cervejas
§  Mais de 15 toneladas de alimentos arrecadados

Números dessa edição:

§  20 palestrantes, 4 estados representados, 2 palestrantes internacionais, 1 podcast, 1 visita técnica, 2 mesas redondas, 1 beertour, 3 bandas, 2 dj, 10 cervejarias envolvidas

Serviço:

Congresso FICC (Festival Internacional de Cerveja e Cultura)
Data: de 11 a 14 de novembro
Onde: Sede da Fiemg (Av. do Contorno, 4456 – 4º andar)
Informações: (31) 9965325589 , @festivalficc
Inscrições / ingressos: http://eventos.gofree.co/FICC2022

INGRESSOS

Opção 1: COMBO FICC 2022 • Congresso com direito a solenidade de abertura com festa open BEER e show da banda Moshlab + Dj – 11/11 • Painéis temáticos nos dias 12 e 13/11 com welcome beer (1 chope) no Stadt Jever. • Visita técnica Guiada na Fazenda Cervejeira + Almoço e 1 Chope 500ml – dia 14/11 • Festa de encerramento na Fazenda Cervejeira com shows do Rodrigo Santos ex Barão Vermelho, banda Cash e Dj Gustavo Castro. R$ 350,00

Opção 2: Congresso com direito a solenidade de abertura com festa open BEER e show da banda Moshlab + Dj Mateus Nunes – 11/11 Painéis temáticos nos dias 12 e 13/11 com welcomebeer (1chope) no Stadt Jever – R$220,00

Opção 3: Visita técnica guiada na Fazenda Cervejeira + Almoço e 1 Chope 500ml – dia 14/11 – R$ 100,00

Opção 4: Festa de encerramento na Fazenda Cervejeira com shows do Rodrigo Santos ex Barão Vermelho, banda Cash e Dj Gustavo Castro – R$ 70,00

Outras informações no https://www.instagram.com/festivalficc/

Minas Gerais conquista 20 medalhas no Brasil Beer Cup 2022

No dia 27 de outubro, o concurso Brasil Beer Cup anunciou as cervejas medalhistas de sua terceira edição (2022) em Florianópolis. O julgamento ocorreu entre os dias 24 a 26 de outubro.

Foram avaliadas quase 2 mil amostras de cervejas às cegas. Ao todo, 325 cervejarias, de 19 Estados brasileiros, além de países como Alemanha, Argentina, Bélgica, Chile e Uruguai, enviaram suas amostras. Para o julgamento, o concurso contou com 70 jurados nacionais e internacionais.

As cervejas com maiores pontuações foram elegíveis à premiação e medalhas.

Foram mais de 100 medalhas distribuídas. Minas Gerais, como sempre, fazendo se presente nos concursos cervejeiros, faturou 20 medalhas entre ouro, prata e bronze. O destaque ficou para a Cervejaria Albanos e para a Colt Brew Cervejaria que ganharam três medalhas de prata cada.

Cervejarias mineiras medalhistas (por estilo) e suas cervejas vencedoras:

Albanos (Belo Horizonte): 3 Pratas: Brown Ale, Pale Ale (English Pale Ale) e 1870 (Historical Beer)

Antuérpia (Juiz de Fora): Bronze Nikita (Imperial Stout) e Ouro Dunkel (Schwarzbier)

Armadillo Brewery (Corinto): Ouro Armadillo Atta (Imperial Red Ale)

Brüder (Ipatinga): Bronze Alma Cevada (American Lager)

Caraça Cervejaria (Catas Altas): Ouro Pub Dark Lager e Sport Lager (American Light Lager)

Colt Brew Cervejaria (Nova Lima): 3 Prata: Tio Sun (Summer Ale), Billy The Kilt (Scottisch Ale) e Apaloosa (Strong Pale Ale )

Fürst (Formiga): Bronze Catalina Weisse (Weizen), Prata Charlote (Schwarzbier)

Hauk (Mário Campos): Ouro Golden Chopp Hauk

Jaca Bier (Juiz de Fora): Ouro English IPA

Jairo’s Bier (Betim): Bronze Jairo’s Fest (Marzen)

Krug Bier (Nova Lima): Ouro German Pils

Libertè (Paracatu): Bronze Inocente (Wheat Beer)

Mills Brewery (Belo Horizonte): Ouro Bedrock (American IPA)

Cervejaria do Ano

Além das melhores cervjeas por estilo, o concurso premiou as melhores cervejarias do ano no Brasil. A premiação seguiu o critério de maior número e pontuação de medalhas, como o esquema a seguir:

Medalha de Ouro: 10 pontos;
Medalha de Prata: 6 pontos;
Medalha de Bronze: 3 pontos.

Para fins de classificação, a premiação de cervejaria do ano, é considerada o volume de produção mensal:

Cervejaria de Pequeno Porte: até 30.000 litros mensais
Cervejaria de Médio Porte: de 30.001 a 200.000 litros mensais
Cervejaria de Grande Porte: a partir de 200.001 litros mensais

Premiadas Brasil Beer Cup 2022:

Cervejaria do Ano de Grande Porte – Cerveja Blumenau
Cervejaria do Ano de Médio Porte – Bodebrown
Cervejaria do Ano de Pequeno Porte – Cervejaria Cathedral

The Best of Show

A premiação por estilo se deu em medalhas de ouro, prata e bronze. E as cervejas com medalhas de ouro foram julgadas no The Best of Show (melhores cervejas do concurso) em três categorias de acordo com a inscrição no formulário das cervejarias participantes: Comercial, Experimental e Inovação.

As cervejas The Best of Show do Brasil Beer Cup 2022:

The Best of Show Experimental – Ábrette Sésamo #1 Cervejaria: Juguetes Perdidos (Argentina/ Buenos Aires) Estilo: Wild Beer

The Best of Show Comercial – Sommer Weiss Cervejaria: Metzgerbier (Brasil/ Paraná) Estilo: German-Style Leichtes Weizen

The Best of Show Inovação – Belgard Catharina Sour sem Álcool Cervejaria: Cervejaria Belgard (Brasil/ Santa Catarina) Estilo: Non-Alcohol Malt Beverage Descrição da inovação: Uma versão da Catharina Sour com 0,5% ABV e com adição de polpa de maracujá, morango e amora.

Premiação Cerveja Caseira

Este ano, mais uma vez a competição deu espaço para a cerveja caseira, com a adição da categoria Brazilian, além da Catharina Sour. Sendo avaliadas em rodadas especiais pelos mesmos juízes que julgaram a categoria comercial. A premiação não considera medalhas, são selecionadas as melhores sem ordem de colocação. Foram selecionadas as melhores cervejas no estilo Catharina Sour e nos estilos Brazilian Beer.

Estilo: Catharina Sour (3 cervejas premiadas):

Aurora – Catharina Sour with acerola and cashew, de Guilherme Martins Grosseli (São Paulo)
Catharina Sour Caju 75 – Cerveja Catharina Sour de Caju e Cumaru, de Heitor José Maretti (São Paulo)
#OMNGDMEM – O mundo não gosta das meninas e mulheres, de Rodrigo Rocha (Rio de Janeiro)

Os estilos Brazilian Beer consideram:

Brazilian Beer com frutas, Brazilian Beer com ervas e especiarias, Brazilian Beer com madeira, Brazilian Beer com levedura, malte e/ou lúpulo brasileiro (apenas 2 cervejas foram selecionadas pelos juízes). As vencedoras:

Bella. Estilo: Brazilian Beer com madeira – Cerveja envelhecida em barril de castanheira que previamente continha cachaça, sem torrefação. Cervejeiro: André Mendes Piol (Espírito Santo)

Consagrada 3Way Brazilian Pepper Saison. Estilo: Brazilian Beer com ervas e especiarias – Belgian Saison style base. (Standard, Pale), with a blend of Brazilian peppers. Black pepper and white pepper, macerated. Cervejeiro: Vander Eduardo Teixeira (Mato Grosso)

É a segunda vez que Guilherme Martins Grosseli ganha na categoria caseira, na última edição venceu com uma Catharina Sour.

Para acessar o quadro completo de medalhas, acesse este link.

Começa Festival Bar em Bar

De norte a sul do país, a mesa do bar é o lugar onde surgem as melhores ideias. É nela também que acontecerá um dos festivais mais queridos do país: o Bar em Bar. Um festival que, ao longo da sua história, recebeu milhares de pessoas que dividiram momentos, sorrisos e, claro, deliciosos petiscos e cervejas boas.

O festival acontece em todo Brasil, do dia 27 de outubro ao dia 13 de novembro. Neste ano, cerca de 500 estabelecimentos se inscreveram para participar, em 14 estados e no Distrito Federal. 

Em Belo Horizonte e Região Metropolitana, serão 41 bares participantes. O tema dessa edição, que já é a 16ª, é “mineiridade” e os estabelecimentos foram orientados a utilizarem insumos ou criarem receitas que valorizem a gastronomia mineira.

A ação, promovida pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), busca aumentar a visibilidade dos bares e restaurantes da capital mineira, e é uma oportunidade para os chefs e proprietários lançarem novos pratos e petiscos.

“Eventos gastronômicos, como o Bar em Bar, integram uma cadeia de valor complexa: desde os pequenos produtores, os prestadores de serviços, o varejo e até mesmo a indústria de alimentos. Todos possibilitam a valorização da cultura local, os sabores, o modo de receber e configuram-se em um diferencial competitivo para a cidade, os empresários e os profissionais da gastronomia envolvidos”, afirma Matheus Daniel, presidente da Abrasel.

Confira abaixo os estabelecimentos participantes em Belo Horizonte

A Granel Coração Eucarístico
Rua Coração Eucarístico de Jesus, 265 – Coração Eucarístico
Prato: Iscas de tilápia empanadas na farinha moinho e parmesão. Acompanha molho de queijo Minas.
Preço: Porção (400g): R$79,90 | 1/2 Porção (200g): R$55,90

Agosto Butiquim
Rua Esmeralda, 298 – Prado
Prato: ‘Joelhin ao fumacê’ (Joelho de porco defumado, pirão de leite com queijo e quiabo tostado)
Preço: R$ 62,90

Alma Brasileira
Rua Vicente Risola, 625 – Santa Inês
Prato: ‘Alma Brasileira’ (Sete bolinhos de tropeiro recheados)
Preço: R$ 25

Bambuí
Rua Bambuí, 56 – Serra
Prato: ‘Tornedor de Costelinha’ (Ragu de costelinha de porco com molho barbecue batatas salteadas e couve crispy)
Preço: R$ 35

Bar do Museu Clube da Esquina
Rua Paraisópolis, 738 – Santa Tereza
Prato: ‘Nascente’ (Costelinha suína especial do Clube da Esquina, servida com mandioca ou fritas e molho barbecue de goiabada)
Preço: R$ 68

Bar do Véio
Rua Itaguaí, 406 – Caiçara
Prato: ‘Surpresa Suína’ (Filé suíno recheado com queijo, presunto, bacon e barbecue mineiro pincelado por cima. Acompanha mandioca amarela e crispy de cebola)
Preço: R$ 44,90

Bar Ideal
Rua Eli Seabra Filho, 530 – Buritis
Prato: Ribs Mineira (Costela suína ao molho de barbecue de goiabada. Acompanha queijo coalho grelhado)
Preço: R$ 82,60

Barbazul
Avenida Getúlio Vargas, 216 – Funcionários
Prato: Bolinho de feijoada crocante com cream cheese e molho picante
Preço: R$ 38,90

Bença Bençoi
Rua Diamantina, 492 – Lagoinha
Prato: Feijão branco com dobradinha, bacon, linguiça calabresa e especiarias. Acompanha torradinhas de pão rústico.
Preço: R$ 27,90

Berilo Cozinha & Drinks
Rua Fernandes Tourinho, 503 – Savassi
Prato: Polpetine de carne de sol do Norte de Minas, recheado com requeijão de raspas. Acompanha geleia de pimenta biquinho.
Preço: R$ 44,90

Boi Lourdes
Rua Curitiba, 2069 – Lourdes
Prato: Picanha Argentina (300g), mandioca cozida na manteiga e farofa de ovos caipira
Preço: R$ 80

Boi Lourdes (Lagoa Santa)
Avenida Getulio Vargas, 6340 – Várzea Orla da Lagoa – Lagoa Santa
Prato: Picanha suína (350g), batata rústica, salsa Crioulla e azeite saborizado com crispy de Couve.
Preço: R$ 65,90

Boi Vitório
Avenida Afonso Pena, 4374 – Mangabeiras
Prato: Torresmo de barriga marinado em cerveja cítrica e assado em calor seco. Acompanha redução e molho de rapadura)
Preço: R$ 45,90

Boivindo Steakhouse
Rua Petrolina, 875 – Sagrada Família
Prato: ‘Cê tá doido!’ (Batatas rústicas sob musseline de mandioquinha, ragu de carne bovina, redução de vinho e queijo maçaricado)
Preço: R$ 44,90

Bolão Santa Tereza
Rua Adamina, 104 – Santa Tereza
Prato: ‘Disquinhos à moda 61 anos’ (Disquinhos de costela e bacon recheados com cheddar (8 un))
Preço: R$ 29

Boteco Toca do Ogro
Rua Professor Nelson Sena, 04 – Aeroporto
Prato: ‘Porpeta do Ogro’ (Bolinho de carne empanado e frito, com molho ao sugo, queijo gratinado e acompanhado de pão de alho)
Preço: R$ 20

Burguer Bar
Rua Expedicionário José Duarte, 61 – Maria Goretti
Prato: ‘Mix mineiro’ (Lombo de porco flambado na cachaça, linguiça caseira confitada na gordura de lata, mandioca frita e anéis de cebola.)
Preço: R$ 68

Buteco do Jair
Rua Hermilo Alves, 500 – Loja do Deck – Santa Tereza
Prato: Seis bolinhos de rabada desfiada preparada com agrião e empanada à moda da casa. Servidos com maionese caseira de pimenta malagueta
Preço: R$ 25,90

Buteco do Rod
Rua Jose Moura Peçanha, 12 – Ouro Preto
Prato: ‘Me vê um Torresmo!’ (Oito pedaços imensos de torresmo de barriga com picles de cebola baby e chutney de laranjinha kinkan)
Preço: R$ 45

Canto de Mainha
Rua Heitor Menin, 115 – Buritis
Prato: ‘Juazeiro’ (Carne de sol na moranga com crispy de couve.)
Preço: R$ 45

Cervejaria Astúcia
Rua Viçosa, 121 – São Pedro
Prato: ‘Nacho Astuto’ (Nacho com chili de carne, sour cream, cheddar derretido e guacamole)
Preço: R$ 36

Cervejaria Cultura
Rua Itapeva, 115 – Concórdia
Prato: ‘Arancini Mineiro’ (Arancini de costelinha suína com ora pro nobis acompanhado de geleia caseira de pimenta biquinho)
Preço: R$ 35

Confraria Gastrobhar
Rua Bernardo Monteiro, 680 – Centro – Contagem
Prato: ‘Paslito’ (Petisco feito com massa fina de pastel de feira em formato de palito, recheada com carne serenada suína, pimenta biquinho, requeijão e acompanhada de geleia artesanal de jabuticaba)
Preço: R$ 39,90

Da Boca Santa Tereza
Rua Silvianópolis, 464 – Santa Tereza
Prato: ‘Torresmo de barriga’ (300g) com geleia de pimenta, limão e compota de jiló.
Preço: R$ 45

Dasos Restaurante – Colégio Batista
Rua Ponte Nova, 317 – Colégio Batista
Prato: ‘Tábua Nordestina’ (Carne seca na manteiga de garrafa com cebola caramelizada e mandioca cozida)
Preço: R$ 81,90

Dasos Restaurante – Padre Eustáquio
Rua Padre Eustáquio, 2288 – Padre Eustáquio
Prato: ‘Panhoca’ (Iscas de alcatra ao molho gorgonzola servida na panhoca italiana)
Preço: R$ 89,90

Estação Parada do Cardoso
Rua Dores do Indaiá, 409 – Santa Tereza
Prato: ‘Porconóbis’ (Pizza recheada de muçarela, costelinha de porco, linguiça calabresa, cebola, ora-pro-nobis, pimenta biquinho e orégano. Pode ser servida também à palito)
Preço: R$ 68

Funtasy Bar e Jogos
Rua Tomé de Souza, 1145 – Savassi
Prato: ‘Canastra Real’ (Sete bolinhas recheadas de queijo canastra. Acompanha molho de ervas)
Preço: R$ 18

Köbes Emporium Bar
Rua Professor Raimundo Nonato, 31A – Santa Tereza
Prato: ‘Trem de mineiro’ (Bombons de carnes bovina e suína, recheados de azeitona. Acompanha molho aioli ‘prá moiá’)
Preço: R$ 24,90

Lake Pizza Pan
Avenida Getúlio Vargas, 6130 – Várzea Orla da Lagoa – Lagoa Santa
Prato: Pizza à palito com borda de catupiry ou cheddar
Preço: R$ 78,90

Ohana Drinks and Beer
Rua Professor Pimenta da Veiga, 631 – Cidade Nova
Prato: Dadinho de tapioca com geleia de goiaba levemente apimentada
Preço: R$ 35

Pizza Cone Lagoon
Avenida das Árvores, 405 – Distrito Industrial Olhos D’água – Lagoa Santa
Prato: ‘Cantinho de Minas’ (6 Mini cones de pizza: 3 de doce de leite com queijo, goiabada com queijo e banana com canela e 3 de margarita, à moda e frango com bacon)
Preço: R$ 49,90

Ponto de Encontro
Rua Ouro Preto, 11 – Várzea – Lagoa Santa
Prato: ‘Pastel Caipira’ (12 Mini pastéis de pernil cozido com cebola, pimentão, alho poró e queijo minas)
Preço: R$ 21,90

Prainha Butiquim
Rua Moisés Kalil, 209 – Buritis
Prato: ‘Costelinha ao molho barbecue do Praia’ (Costelinha de porco assada ao forno com molho barbecue acompanhada de batata frita)
Preço: R$ 75,90

Redentor Bar
Rua Fernandes Tourinho, 500 – Savassi
Prato: ‘Pastel de bacalhau do Moema’ (Pastel recheado com lascas de bacalhau cremoso e azeitonas)
Preço: R$ 33,90

Regis’ Bar
Avenida 28 de setembro, 872 – Esplanada
Prato: Carne de sol feita na manteiga de garrafa com mandioca natural
Preço: R$ 44

Santa Esquina Grill
Rua Quimberlita, 285 – Santa Tereza
Prato: Seis croquetes bovinos recheados com queijo mineiro.
Preço: R$ 39,90

Slod Experience
Avenida Francisco Sá, 325 – Prado
Prato: ‘Cerca do Vizinho’ (Daditos de joelho de porco na cama de purê de mandioca com gengibre e lascas rústicas de frango na laranja)
Preço: R$ 39

Tap House Pampulha
Avenida Fleming, 800 – Ouro Preto
Prato: Linguiça mineira com queijo coalho, cebola caramelizada na cerveja e batata à dorê.
Preço: R$ 34,90

Típicos Bar e Restaurante
Rua Londres, 103 – Copacabana
Prato: ‘Costelinha Bomb’ (Costelinha desossada com creme de ora pro nobis)
Preço: R$ 29

Verdinho Restaurante
Avenida Cônsul Antônio Cadar, 122 – loja 06 – São Bento
Prato: ‘Filé ao Ingotin’ (Filé em cubos ao creme de queijo)
Preço: R$ 99

Para mais informações acesse: https://barembar.com.br/ 

Com informações de: Site SouBH

Krug Bier é escalada para a Copa

Cervejaria será a bebida oficial do evento CarnaCopa

Foto: Romano Comunicação


A Copa do Mundo é um dos eventos esportivos mais esperados e festejados do mundo. A cada 4 anos, o mundo inteiro se reúne para vibrar pelos times dos países, num misto de amor, competição e festa. Para assistir à Copa do Qatar, os mineiros vão contar com um super evento temático, que une duas paixões dos brasileiros, o Carnaval e a Copa, na Carnacopa. E, claro, a Krug Bier, a primeira cervejaria artesanal de Minas Gerais, já está escalada para esta festa, como a marca de cerveja oficial.

Será uma experiência diferente, em um lugar inédito a céu aberto, em um rooftop com vista para a Serra do Curral e uma cenografia especial. A programação engloba todos os jogos do Brasil, até a final da Copa, rumo ao Hexa. Com uma estrutura completa para a transmissão dos jogos, dois super painéis de LED, espaço coberto por tenda, um palco 360º com um programação de shows e diversos atrativos de interação para o público vivenciar o melhor da Carnacopa. Aniversariantes terão condições especiais para curtir o evento.

A estreia será no dia 24 de novembro, das 14h às 2h, para o jogo Brasil x Sérvia, que será às 16h.
Local: Rooftop do Só Marcas Auto Shopping, Contagem – MG (Av. Babita Camargos, 1295).

As atrações serão o grupo +5521 (@somos5521), Du Monteiro, Deixa Falar e Dj Caio Aguiar.

Programação:

DIA 24/11

1° jogo – dia 24/11 – quinta
Brasil x Sérvia 16h
Evento de 14h às 2H

DIA 28/11

2° jogo – dia 28/11 – segunda
Brasil x Suíça 13h
Evento de 12h às 00h

DIA 02/12
3° jogo – dia 02/12 – sexta
Brasil x Camarões 16h
Evento de 14h às 2h

Informações e ingressos pelo Sympla. Clique aqui.
Instagram:  https://www.instagram.com/carnacopabh/

Tomar longneck no bico causa inchaço!

Você sabia que tomar longneck ou lata direto do bico faz a barriga inchar?

De acordo com os especialistas, os gases presentes dentro das embalagens, sejam latas ou garrafas de cerveja, precisam ser liberados para o ambiente. Porém, se você bebe sua cerveja direto da garrafa ou da lata, ela não vai perder esses gases. Com isso, você os ingere, o que causa o inchaço abdominal e uma sensação ruim de empanzinamento.

Agora, se você colocar a cerveja no copo, ela vai formar o colarinho. Essa espuma vai quebrar as moléculas de gás carbônico, fazendo com que a cerveja chegue sem esse gás ao seu estômago.

Além disso, tomar cerveja no copo ideal, com dois dedos de espuma, vai possibilitar que você sinta todos os aromas que ela pode te proporcionar. E o sabor também não será alterado por conta dos gases que não foram liberados.

Clique aqui para saber mais sobre copos ideias.

Clique aqui para saber mais sobre a importância da espuma.

Eu sei que tomar cerveja direto no bico, principalmente da longneck, é um prazer a parte. Mas, a dica foi dada. Seja feliz!

Circuito de Bares Spaten: cervejaria leva Oktoberfest para 10 cidades brasileiras

O mês de outubro é o mais festivo para o mundo cervejeiro, afinal, é quando acontece a maior festa da cerveja do mundo: a Oktoberfest de Munique. Devido ao sucesso que a original faz, muitos bares e promotores de eventos aproveitam o mês para criar sua própria festa e dar aquela agitada nas cidades brasileiras.

Pensando nisso, a Spaten, marca que pertence à Ambev e é uma das cervejarias oficiais do evento de Munique, escolheu 10 cidades brasileiras para levar um pouco da Oktoberfest original.

Com o nome Circuito dos Bares Spaten, a marca selecionou diversos bares nessas 10 cidades e colocará grandes mesas coletivas, um dos principais símbolos da Oktoberfest, com o intuito de trazer o espírito cervejeiro característico da festa alemã. A iniciativa acontece em: Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Fortaleza, Belém, Recife, Brasília, Vitória, Blumenau e Santa Cruz do Sul.

“Um ícone da Oktoberfest são as grandes mesas de madeira, onde todos se sentam para celebrar, brindar, conhecer novas pessoas e apreciar uma boa cerveja. Por isso, estamos levando uma mesa exclusiva de Spaten para diversos bares do país. Queremos transportar o consumidor para essa grande festa alemã sem precisar ir muito longe. É sobre celebrar a cultura cervejeira, seja em Munique ou em qualquer cidade do Brasil”, comenta Joice Carvalho, Head de marketing de Spaten no Brasil.

Além da ambientação, os amantes da cerveja também contarão com outro incentivo para entrar no clima da festa. Na compra de duas Spaten em um dos bares participantes do Circuito, a terceira sai de graça. Para isso, é necessário fazer um cadastro no site da marca e gerar o cupom. A oferta é limitada a um uso por CPF.  

Em BH, o roteiro especial vai passar por 10 bares tradicionais. Confira:

  • Ponto Savassi: Rua Fernandes Tourinho, 105
  • Baiana do Acarajé: Rua Antônio de Albuquerque, 440 – Savassi
  • Tizé Lourdes: Rua Curitiba, 2205 – Lourdes
  • Tizé Vila da Serra: Alameda Oscar Niemeyer, 1033 – Serra
  • Almanaque Savassi: Rua Alagoas, 626
  • Almanaque Pium I: Rua Pium-i, 675 – Sion
  • Amarelim: Avenida Prudente de Morais, 920 – Cidade Jardim
  • Surubim no Espeto: Av. Fleming, 200 – Pampulha
  • Its Surreal: Av. Fleming, 175 – Pampulha
  • Santa Esquina: Rua Bocaiuva, 3 – Santa Tereza

Faça seu cadastro aqui e participe!

Cervejas que harmonizam com a Primavera

A primavera é uma estação que eu acredito que seja unanimidade entre as pessoas. Não que ela seja a preferida, mas, eu acredito que todos gostem dela. Conhecida como a estação das flores, ela deixa o clima mais alegre, os dias ficam mais longos e coloridos. Além disso, aquela friaca do inverno vai ficando de lado, e os dias começam a ficar mais quentes, com a temperatura variando entre agradável e alguns dias mais quentes. Todos esses ingredientes juntos nos fazem ter ainda mais vontade de abrir uma cervejinha para relaxar.

Cervejas com notas de frutas, flores, especiarias e cítricas ganham vez na Primavera, além do mais, as cervejas refrescantes harmonizam perfeitamente com as temperaturas que começam a se elevar nessa estação. Porém, não precisam ser cervejas tão leves quanto às indicadas para o verão.

Mas, então, quais estilos vão harmonizar com a primavera?

Para facilitar sua vida, trouxe aqui OITO dicas de cervejas mineiras que combinam com essa estação deliciosa! Mas, se você não é de Minas e não tiver acesso a essas cervejas, foca no estilo que eu deixei destacado em cada cerveja, escolha a cervejaria mais acessível para você e seja feliz!

Anota aí:
–  Abaporu – Cervejaria Verace – Estilo Catharina Sour: leve, refrescante, ácida e leva frutas.
– Lemon – Cervejaria Slod – Estilo American Wheat: destaca pelo sabor e aroma cítricos derivados do uso da casca de limão siciliano em sua receita. Uma cerveja leve e fácil de tomar.
– Áustria Hefe Weizen – Krugbier – Estilo Weiss (Cerveja de Trigo): refrescante, pouco amarga, com aroma remetendo ao cravo e banana. Uma cerveja mais encorpada.
– Berliner – Cervejaria Wäls – Estilo Berliner Wiesse: cerveja refrescante, levemente acidez, feita com frutas vermelhas, hibisco além do aroma de morango e o sabor ácido.
– Session IPA Lagoon – Estilo Session IPA: leve, porém com a presença do lúpulo trazendo notas cítricas marcantes.
– Rancor – Krugbier – Estilo India Pale Ale (IPA): Aromática, refrescante, lupulada e amarga.
– Newbie – Prussia Bier – Estilo New England IPA: A presença do lúpulo é bem intensa e é um pouco mais alcoólica. Há uma explosão de sabores e aromas com presença do cítrico e das frutas tropicais.

Gostou dessas dicas? Vai lá no Insta @cervejeirauai e veja o Reels que eu fiz com essas dicas. Se tiver outras dicas para a estação, manda lá também!

Boa primavera!

Cervejaria Slod comemora 4 anos com festa para o público

Localizada no polo das cervejas artesanais, no Jardim Canadá, a Cervejaria Slod vai comemorar 4 anos no próximo dia 08 de outubro, em sua fábrica. Os sócios Christian Ayres e Rauzer Pereira estão muito felizes com os resultados que a cervejaria alcançou nesses primeiros 4 anos, mesmo com tantos desafios, como a pandemia, fechamento dos bares e restaurantes por tanto tempo, períodos de recordes de chuvas,  guerra, sem falar do mercado extremante competitivo.

Para Rauzer, o crescimento da cervejaria foi gradual e de maneira sustentável. “Crescemos sem loucuras e com os pês no chão, focamos 24 horas de nosso tempo na qualidade e no compromisso com nossos clientes. Resistimos a grandes dificuldades nesses 4 anos, agora queremos agradecer e comemorar com nossos amigos, clientes e principalmente nossos parceiros comerciais”, afirma Rauzer.

Uma grande estrutura está sendo montada para essa comemoração, na porta da fábrica da cervejaria. Serão muitas atrações, muita gastronomia, muita música boa conduzida pelas bandas Lurex, Made in Anos 80 e Big Jack. Todos os 10 chopes da Slod serão servidos em 4 estações que estarão à disposição dos convidados. A festa terá ainda espaço kids e será pet friendly, além de um estacionamento exclusivo para motociclista e suas diversas tribos.

Os ingressos poderão ser adquiridos pelo Sympla e de brinde você ganha uma caneca de 473ml de acrílico personalizada.

Garanta seu ingresso pois eles são limitados: https://www.sympla.com.br/evento/slod-4-anos/1695219

Te espero lá!

Serviço:
Festa de 4 anos da Slod
Data: 08 de outubro (sábado)
Local: Fábrica – Rua Niágara, 1147 – Jardim Canadá
Horário: das 14h às 22h

Sobre a Slod

Fundada em 2018, a Slod tem como missão trabalhar com insumos de qualidade e procedência, com foco total na produção com muita qualidade e segurança, em todos os processos de fabricação.Aliás,a qualidade e a grande obsessão dessa micro cervejaria artesanal, desde sua criação.

“Somos hoje uma micro cervejaria artesanal premium, acreditamos que nossa missão é a verdade e a paixão que colocamos em cada produto que fabricamos e principalmente o trato e a credibilidade que conseguimos gerar em nossos parceiros comerciais.”, afirma Rauzer.

Com 10 rótulos nas prateleiras, as campeãs de venda são a Pilsen, IPA e a American Wheat – Lemon, essa em especial feita de modo extremamente artesanal usando a casca de limão siciliano, descascados um a um para a produção da Lemon. Mas ainda tem a APA, Pale Ale – Extra Special Bitter, NEIPA, Dry Stout Cacau, Amber Lager, Session IPA e a Double IPA , sendo essas duas últimas lançadas recentemente.

Número de cervejarias no Brasil aumenta 12%

Se alguém tinha dúvida, acho que agora não tem mais: o Brasil é um país cervejeiro! E quem confirma isso são os dados do “Anuário da Cerveja 2021”, divulgado, em 31 de agosto de 2022, pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

De acordo com o levantamento, o país possui 1.549 cervejarias. Com isso, houve um aumento de 12% em relação ao anuário do ano passado, referente à 2020. Só em 2021, foram registradas 200 novas cervejarias e outras 34 cancelaram os registros, o que representa uma expansão de 166 novas empresas no mercado cervejeiro no País.

“A gente está falando do Brasil como o terceiro maior produtor da bebida do mundo, ficando atrás apenas da China e dos EUA”, disse Carla Crippa, vice-presidente de assuntos corporativos da Ambev e do Sindicerv. O país é o terceiro maior produtor de cerveja no mundo, atrás da China e dos Estados Unidos, e em 2021, o volume de vendas atingiu o patamar de 14.3 bilhões de litros, de acordo com o levantamento realizado para a entidade da empresa de pesquisa de mercado Euromonitor International.

Lembrando que a “cervejaria cigana” ou contract brewing, aquelas cervejarias que produzem suas cervejas na fábrica de outra, não constam nesses dados, pois não são estabelecimentos passíveis de registro no Mapa, tendo em vista que não possuem estrutura própria de fabricação, de maneira que somente as cervejarias com fábrica própria constam das estatísticas apresentadas.

Ainda segundo o Anuário, a maior parte das cervejarias brasileiras encontra-se nas regiões Sul e Sudeste, somando 1.329 estabelecimentos. Isso, representa 85,8% do total de cervejarias do Brasil. São Paulo lidera em número de cervejarias registradas novamente, com 340, seguido do Rio Grande do Sul, com 285, Santa Catarina, com 195, e Minas Gerais, com 189 cervejarias registradas. Uma observação é que Santa Catarina e Minas Gerais inverteram a posição em relação ao anuário de 2020.  Antes, MG  estava na terceira posição com 178, e SC na quarta posição com 175.

Uma curiosidade em Minas é que a cidade de Juiz de Fora passou a capital mineira, Belo Horizonte, em números de cervejaria, com 16 estabelecimentos, uma a mais que BH. Nova Lima, que fica a 20km de BH, continua sendo o principal polo cervejeiro de Minas, com 22 cervejaria. A cidade é a quarta com mais cervejarias no Brasil, fica atrás somente das capitais São Paulo (51), Porto Alegre (43) e Curitiba (25).

A região Norte continua sendo a região com menos registros de cervejarias, com 1,9%. Porém, foi a que apresentou o maior aumento percentual no número de produtos, com evolução em 20,8%. Nessa região, foram abertas cinco novas cervejarias sendo duas em Rondônia (200%) e uma nos estados do Acre, Tocantins e Pará. Apenas dois estados tiveram redução no número de cervejarias em relação a 2020: o Rio Grande do Norte, que passou de 20 para 19 estabelecimentos, e o Amazonas, que reduziu de cinco para quatro cervejarias.

O Anuário da Cerveja 2021 revela ainda que em 672 municípios brasileiros há pelo menos uma cervejaria, o que representa um aumento da dispersão em 10,3% se comparado a 2020.

Com relação aos produtos, em 2021, o total de novos produtos registrados teve crescimento em 5,2%, em relação a 2020, totalizando 1.178 a mais. Atualmente, o Brasil possui 35.741 produtos em cervejaria e o estado de São Paulo lidera a lista com 10.104 produtos. A média brasileira é de 23,1 registros de produtos por estabelecimento.

O levantamento mostra ainda a densidade de cervejarias por habitantes. Santa Catarina tem o maior indicador, com um estabelecimento para cada 37.633 habitantes. Em nível nacional, o Brasil tem uma cervejaria registrada para cada 137.713 habitantes. “A nossa cadeia produtiva é extensa, ela vai do campo ao copo. Representa 2% do PIB, uma massa salarial de R$ 27 bilhões por ano, uma geração de tributos da ordem de R$ 25 bilhões. O setor é resiliente, passou bem pela pandemia, com percalços pontuais”, afirmou Luiz Nicolaewsky, superintendente do Sindicerv (Sindicato Nacional da Cerveja).

Quanto à exportação e à importação, o anuário aponta que houve um aumento de 66 milhões de quilos do volume exportado em relação ao ano anterior, representando um faturamento de mais de US$ 131,5 milhões. A América do Sul corresponde a 99% das vendas, tendo o Paraguai como principal destino, seguido por Bolívia, Chile, Argentina e Uruguai.

Em dez anos, as exportações brasileiras tiveram um aumento de 200% no volume, saindo de 80.331.760 quilos em 2011 e chegando a 241.116.776 quilos, em 2021.

Já a importação brasileira de cerveja reduziu 58,7% nesse período, de 44.607.806 kg em 2011 para 18.406.249 kg, em 2021. Ao todo, o Brasil exportou para 71 países em 2021 e importou de 27 países.

Clique aqui para acessar o Anuário completo.

O Mapa é o órgão responsável por registrar e autorizar as cervejarias a funcionarem, considerando a atividade e linha de produção, bem como a capacidade técnica e condições higiênico sanitárias. Todos os estabelecimentos produtores, padronizadores, engarrafadores, atacadistas, exportadores e importadores devem ser registrados, assim como todas as bebidas produzidas no país. O certificado de registro tem validade de 10 anos.

O Sindicerv é o Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja (SINDICERV), fundado em 1948, representa os interesses das empresas responsáveis por mais de 80% da fabricação de cerveja no Brasil.