#TBT: Ichnusa – Bocca della Verità (Roma)

ichnusa

Hoje o #tbt está estranho. Que nome é esse? “Ichnusa”? Sim, essa é uma Premium American Lager, legítima italiana. Achei ela comum. Com o sabor equilibrado, com o final levemente amargo. É o que se espera de um Premium Lager. Sem muito destaque, mas bem gostosa e leve para se tomar aos montes! Seu teor alcoólico também é de boa: 4,7%.

A Ichnusa, é uma cervejaria que surgiu em 1912, em Cagliari,  Sardenha – uma ilha italiana. O nome é uma homenagem ao primeiro nome que a ilha teve.

ichnusa-logo.png

Desde 1986, a cervejaria faz parte do grupo Heineken da Itália, que ainda produz a cerveja na mesma fábrica de fundação e, segundo eles, produzem com a mesma qualidade de sempre.

Ouvi dizer que esta cerveja é um orgulho para os moradores da Ilha. E, pelo que li no site da cervejaria, eles morrem de orgulho de representar a ilha no cenário cervejeiro e morrem de orgulho do local de onde vêm. Tanto que na garrafa da cerveja vem escrito “Anima sarda”, traduzindo: Alma Sardenha. Bacana!

Interessante: Segundo eles, para tomar a cerveja existe um rito: A tampa tem que ser aberta com um guardanapo, para que a qualidade da cerveja se mantenha intacta. 🙂


O prato desse #tbt, ao mesmo tempo que me enche a boca d’água, me lembra de um fato inusitado que não me agradou.

Como já citei em algum tbt anterior, as pizzas lá são individuais. Claro que você pode pedir uma e depois um prato para compartilhar. Mas eles torcem o nariz. Como o recheio é pouco, entramos nessa onda, e pedíamos sempre uma pra cada. Aí estão as pizzas que pedimos em um restaurante em Roma.

Eu pedi a pizza de parma. Veja que é só uma mussarelinha ali, algumas fatias de parma, UM tomate e UMA azeitona. Tirando o tamanho, é individual mesmo!

O problema vem agora. A que Thiago pediu era uma de pepperoni. E o que veio? Bastante abobrinha e berinjela. Deus é pai que não era a minha! Chamamos o garçom e perguntamos se aquilo ali seria o peperoni deles, ele disse que sim!!!! Quase procurei no Google berinjela e abobrinha em italiano! Kkkkkkk. Não foi a primeira peperoni que veio abobrinha. Pedimos em outro local, para ter certeza e vieram as abobrinhas de novo. Acreditem! Crendeuspai! Mas como Thiago gosta e estava com fome, ele não ligou MUITO. Eu devolveria!


20170601_162855

O ponto turístico é mais uma lenda italiana: A Bocca della Verità (A Boca da Verdade). É uma roda bem grande feita em mármore, com várias lendas.

1- Acredita-se que a escultura tenha sido parte de uma fonte romana antiga;

2- Acredita-se também que não passa de um tampão de bueiro, e que retrate um entre vários possíveis deuses romanos, provavelmente Oceano.

3- A melhor lenda é que para saber se uma pessoa estava dizendo a verdade ou não, era necessário que ela colocasse a mão dentro da boca. Se ela estivesse mentindo, a boca devoraria a sua mão. Os homens levavam suas esposas, principalmente para desvendar assuntos obre a (in)fidelidade conjugal. 😦

A Bocca fica do lado de fora da Igreja de Santa Maria in Cosmedin. Para tirar uma foto com a mão dentro da boca, é preciso enfrentar uma fila gigante. Fica um guardião organizando e acelerando o povo. Você tira foto até com pressa, porque ele fica gritando e fazendo gracinha com você. É divertido, para quem não está sendo o motivo da piada..hehe.

Uma observação interessante é que a Igreja, onde fica a Bocca é uma igreja a católica de rito grego, que até hoje tem uma missa celebrada nessa língua. Lá dentro você pode visitar algumas catacumbas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Como eu não sabia que, neste dia, eu entraria na igreja, fui com trajes não adequados (como eles dizem). O guardião da Bocca, que também é responsável pela entrada da igreja, olhou pra mim, começou a rir e tacou 1 km de pano (sei lá como isso chama), falando que eu precisava de muito. Kkkk. Veja o resultado disso na foto! Será que eu estava à vontade?

20170601_163114

Mais fotos do entorno da Igreja:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ah. Próximo dali, haveria uma missa do Papa Francisco. Veja a estrutura montada! Ao fundo o Fórum Romano e Paladino.

20170601_165725

#TBT: Birra Menabrea – Fontana di Trevi (Roma)

tbt-original.jpg

E o #tbt de hoje é com essa legítima italiana: a Birra Bionda (Cerveja Loira) da Birra Menabrea. Uma Premium American Lager, que leva, sim, o famoso milho. Porém, é uma cerveja feita com qualidade. Com aroma e sabor maltados e o amargor é bem leve. Não é como “as de milho” daqui, mesmo porque não sabemos a quantidade usada. Em geral, é uma cerveja leve, fácil de tomar!  Seu ABV é 4,8% 😊

menabrea.png

A Birra Menabrea surgiu em 1846, na cidade de Biella (próxima a Milão e Turim), na Itália. Seu nome é inspirado no sobrenome dos seus criadores. São produzidos anualmente cerca de 100 mil hectolitros de cerveja, parte para exportação em vinte países.

Além da Bionda, eles fabricam também a Ambrata (Premium Amber); a Strong (Premium Strong); a Rossa (Double Malt); a Weiss (Unfiltered); a 1846; e as comemorativas de 150 anos da cervejaria.


O prato do dia é essa maravilha de calzone. É mais um prato que os dois “zoiudos” pediram um para cada. Não lembro o recheio. Mas, por lá, as massas não vem com recheios com muito incremento igual aos nossos. Devia ser molho de tomate com calabresa . Aí você pede achando que vai vir um “trem” pequeno. Mas chega essa massa desse tamanho. E, para variar, um olhou pro outro, respirou fundo, e falou: Bora que temos muito pra andar. Delicioso! Comi tudo, viu mãe! Olha minha cara de: Vamos lá!


O ponto turístico é o lugar mais cheio que já vi na minha vida: A Fontana di Trevi. É um dos principais pontos turísticos de Roma. Você pode ir lá em qualquer hora. 9h da manhã, 23h, qualquer hora está lotado, com uma pessoa em cima da outra. É difícil achar um espacinho para tirar uma foto.

20170531_184429.jpg

Historinha: Teve uma moça que saiu do lugar em que estava e eu entrei no lugar dela pra tirar uma foto. Ela começou a me xingar, nervosa. Eu falei: Calmaaaa moça! Vou tirar uma foto só e saio! Aí ela viu o exagero dela e me pediu desculpas. Depois que tirei a foto, saí e ela estacionou lá de novo. Ai gente! Tanta coisa para fazer em Roma, e tem gente que fica pendurada em uma fonte. Me poupe!

A fonte é realmente linda! Eu cheguei e custei para conseguir fechar a boca. Grande (é a maior de Roma, com cerca de 26 metros de altura e 20 metros de largura), com os monumentos branquinhos e a parte da água azulzinha. É muito linda mesmo. Mas precisa ficar essa multidão o tempo todo lá? Estou achando que tem gente que não fica em hotel, fica na fonte. Não é possível.

fontana di trevi

De acordo com a história, a fonte foi construída em 19 a.C. Porém, seu aspecto final data de 1762. O nome de Trevi deriva de Tre Vie (três vias), já que a fonte era o ponto de encontro de três ruas.

Existe a tradição de atirar uma moeda de costas para a fonte para poder voltar à Roma. Em 2016, foram recolhidos um milhão e meio de euros que foram usados em projetos beneficentes.

Vejam aí mais fotos desse “trem” lindo:

Este slideshow necessita de JavaScript.

#TBT: Birra Moretti – Gôndolas (Veneza)

O #tbt de hoje é com mais uma tradicionalíssima na Itália: a Pilsen da Birra Moretti. É uma cerveja super-fácil de tomar. Leve e de excelente qualidade. Quem me dera eu as cervejas comuns daqui fossem assim. Refrescante, bem equilibrada, com o amargor na medida. De boa com seus 4.6% de ABV.

barA Birra Moretti teve sua primeira cerveja fabricada para venda, por Luigi Moretti, em 1860, na cidade de Udine na Itália. Somente em 1990, a cerveja deixou de ser local e passou a ser distribuída em toda Itália. Em 1996, foi comprada pela Heineken. Depois disso, a Birra Moretti passou a ser exportada para mais de 40 países em todo o mundo. Por isso, de vez em quando, ela surge nas prateleiras de supermercados aqui de BH.

 

MORETTI_baffo_twitter_avatar_2_400x400

Curiosidade sobre a logomarca: O original bigode de Birra Moretti. “Um dia, em 1942, o sobrinho de Luigi Moretti, o fundador da cervejaria, saindo para o almoço viu um homem de aparência agradável sentado a uma mesa na Trattoria Boschetti em Udine. Havia algo único naquele homem. Ele de alguma forma estava incorporando os valores reais de sua cerveja: autenticidade, tradição, genuinidade. Eventualmente, o Sr. Moretti foi até ele e perguntou se ele poderia tirar uma foto dele. Quando perguntaram ao homem o que ele queria em troca, a única coisa que ele pediu foi outra cerveja Moretti. Desde aquele dia, a imagem desse homem está em todos os rótulos da Moretti, lembrando-nos de onde viemos e para quem nós preparamos nossa cerveja.” – Birra Moretti. Desde então, eles usam a palavra e a imagem do bigode (baffo em italiano) como marca registrada da Moretti.


Essa, nós bebemos no Corner Pub. Um pub que encontramos bem escondido nas ruelas de Dorsoduro, em Veneza. Além de ter uma imensa variedade de vinhos, que inclusive pedi um para experimentar, tem um menu bem diversificado com as deliciosas massas da Itália, como essa lasanha que comemos!

Este slideshow necessita de JavaScript.


20170525_184257.jpg

A atração turística deste #tbt são as gôndolas de Veneza, que sempre remetem ao romantismo e às belezas arquitetônicas da cidade.

Mesmo eu não sendo nada romântica, resolvi fazer o tal passeio. Não achei tanta graça assim, fora que eles “rancam seu coro” de tão caro que é uma voltinha pelos rios da ilha. Mas fui, porque ir à Veneza e não andar de gôndola é a mesma coisa que ir à Paris e não ver a Torre Eifel. O que me deixou mais empolgada no passeio é que, dali, tínhamos acesso “por dentro” de Veneza, conseguíamos ver lugares que não veríamos andando a pé. É legal. Mas não é aquela coisa de “noooooossssaaa é a coisa mais linda do mundo” como dizem por aí. É diferente.

Vamos para algumas curiosidades. Talvez seja mais interessante! Antigamente, a gôndola era utilizada para o transporte dos moradores da ilha. Porém, hoje em dia, é quase usada somente para o passeio de turista.20170525_155008.jpg

No passeio, como falei, a gente passa em partes que não daria para ver a pé, passamos por algumas casas que têm algum significado, ou que pertenciam a algumas pessoas importantes como Marco Polo (viajante mais famoso de todos os tempos).  E o gondoleiro nos apresentava e contava um pouco da história.

Por falar em gondoleiro, durante o percurso eles ficam conversando entre eles, você não entende um “a”. Pesquisei e vi que realmente eles têm um dialeto próprio. Ieu, hein! Ahhh…E para conseguir a licença para ser gondoleiro não é fácil. São várias etapas, desde curso para aprender sobre a história da cidade várias etapas até concurso público. Fora as manobras radicais que você tem certeza que vai bater. Mas não batem.

IMG_2530

As gôndolas são todas ornamentadas. As pinturas são bonitas.  Alguns alugam gôndola com “sanfoneiro” e cantores que tocam aquelas músicas típicas italianas: “Io sooole miiio”. É engraçado. Mas aí já é demais pra mim. Alguns gondoleiros cantam também. Mas aí eu acho que depende da vontade dele…rs. O que pegamos tinha preguiça até de falar. Mas tá bom. Bom que a gente observou mais.

Então é isso. Romântico ou não. Vai pra Veneza? Não pule esta etapa da vida e se jogue nesta miniviagem cultural. Vou deixar mais fontinhas aí pra vocês.

Este slideshow necessita de JavaScript.