Casa Falke: O ninho da cervejaria do falcão – Falke Bier

A dica de Onde Beber Artesanal hoje é em uma casa, consideravelmente, nova em BH: a Casa Falke.20190716_211248A casa foi inaugurada em abril de 2019, em comemoração aos 15 anos da Cervejaria Falke, aquela do falcão.

O ambiente é delicioso, bem moderno e aconchegante. Tem três ambientes, o interno coberto, a calçada na rua e um espaço aberto, bem grande, na lateral.

20190716_211315

Um outro ambiente que me chamou atenção é a Cave. A casa tem uma adega no subsolo, chamada Cave, onde ficam algumas garrafas da cerveja Monasterium, do estilo Tripel, que segue receita dos mosteiros Belgas. As garrafas ficam em posição horizontal para ficar maturando por dias, meses ou até anos. Dentro desse ambiente, sai um som de cantos gregorianos, com um pouco de eco. É muito legal! Você se sente em um mosteiro. Dá vontade de sentar num banco, chamar um monge, abrir uma Monasterium e tomar até amanhecer.

cave2   cave falke

O esquema lá é meio que self-service. Você compra um cartão e coloca o valor que queira gastar no bar. A medida que vai gastando vai abatendo no valor. Eu digo “meio self-service” porque o garçom não vai a sua mesa para te perguntar o que quer beber ou leva o seu chope. Lá, você tem que ir ao balcão pedir e levar sua cerveja para a mesa. Já os pratos, você vai ao balcão, pede ao chefe e o garçom leva seu pedido. O garçom é mais para recolher as coisas da mesa e levar o pedido de comida.

casa falke

falke pizza sur

Para beber: O local disponibiliza 15 biqueiras com chopes frescos. Quando fui, tinha 11 chopes da Falke plugados: Pilsen, Red Baron, Hop Lager, Diamantina (Bohemian Pils), Ouro Preto (Schwarzbier), English IPA, Weiss Citrus, Peregrinus (Berliner Weiss), Juiz de Fora (APA), Monasterium (Tripel) e Merlin Juyce (NE IPA). As outras torneiras estavam plugadas com cervejarias convidadas. O valor dos chopes de 500ml variam entre R$10 e R$22.Veja aí alguns que tomei.

falke bier

Além disso, têm as cervejas da Falke em garrafa gelada ou quente para levar. Além de alguns souvenires da marca.

Para comer: A cozinha foi uma parceria feira com a Pizza Sur, que fez um cardápio especial para harmonizar com os chopes. São servidos tábuas de frios, empanadas, pizzas e “fingers food”. A, e em um dia da semana tem promoção de pagar um valor fixo e poder comer rodízio de pizza e alguns estilos à vontade. Bem interessante e compensa muito!

Para quem gosta de tira-gosto de bares mineiros, não vai ser dessa vez. Confesso que, no início, estranhei. Mas depois me deixei levar pelo cardápio. Além da pizza, que é brotinho e dá para uma pessoa tranquilo, comemos uma empanada que é sempre divina!

falke2

Eu gostei muito de conhecer a casa. Ambiente agradável, chope fresco, comida boa. Fechou! Seja pra ir à tardinha ou à noite, você vai se esquecer que tem que ir embora.

Casa Falke
Rua Major Lopes, 623, São Pedro
Belo Horizonte – MG
Site: http://www.falkebier.com
Insta: @falkebier

#TBT: Ichnusa – Bocca della Verità (Roma)

ichnusa

Hoje o #tbt está estranho. Que nome é esse? “Ichnusa”? Sim, essa é uma Premium American Lager, legítima italiana. Achei ela comum. Com o sabor equilibrado, com o final levemente amargo. É o que se espera de um Premium Lager. Sem muito destaque, mas bem gostosa e leve para se tomar aos montes! Seu teor alcoólico também é de boa: 4,7%.

A Ichnusa, é uma cervejaria que surgiu em 1912, em Cagliari,  Sardenha – uma ilha italiana. O nome é uma homenagem ao primeiro nome que a ilha teve.

ichnusa-logo.png

Desde 1986, a cervejaria faz parte do grupo Heineken da Itália, que ainda produz a cerveja na mesma fábrica de fundação e, segundo eles, produzem com a mesma qualidade de sempre.

Ouvi dizer que esta cerveja é um orgulho para os moradores da Ilha. E, pelo que li no site da cervejaria, eles morrem de orgulho de representar a ilha no cenário cervejeiro e morrem de orgulho do local de onde vêm. Tanto que na garrafa da cerveja vem escrito “Anima sarda”, traduzindo: Alma Sardenha. Bacana!

Interessante: Segundo eles, para tomar a cerveja existe um rito: A tampa tem que ser aberta com um guardanapo, para que a qualidade da cerveja se mantenha intacta. 🙂


O prato desse #tbt, ao mesmo tempo que me enche a boca d’água, me lembra de um fato inusitado que não me agradou.

Como já citei em algum tbt anterior, as pizzas lá são individuais. Claro que você pode pedir uma e depois um prato para compartilhar. Mas eles torcem o nariz. Como o recheio é pouco, entramos nessa onda, e pedíamos sempre uma pra cada. Aí estão as pizzas que pedimos em um restaurante em Roma.

Eu pedi a pizza de parma. Veja que é só uma mussarelinha ali, algumas fatias de parma, UM tomate e UMA azeitona. Tirando o tamanho, é individual mesmo!

O problema vem agora. A que Thiago pediu era uma de pepperoni. E o que veio? Bastante abobrinha e berinjela. Deus é pai que não era a minha! Chamamos o garçom e perguntamos se aquilo ali seria o peperoni deles, ele disse que sim!!!! Quase procurei no Google berinjela e abobrinha em italiano! Kkkkkkk. Não foi a primeira peperoni que veio abobrinha. Pedimos em outro local, para ter certeza e vieram as abobrinhas de novo. Acreditem! Crendeuspai! Mas como Thiago gosta e estava com fome, ele não ligou MUITO. Eu devolveria!


20170601_162855

O ponto turístico é mais uma lenda italiana: A Bocca della Verità (A Boca da Verdade). É uma roda bem grande feita em mármore, com várias lendas.

1- Acredita-se que a escultura tenha sido parte de uma fonte romana antiga;

2- Acredita-se também que não passa de um tampão de bueiro, e que retrate um entre vários possíveis deuses romanos, provavelmente Oceano.

3- A melhor lenda é que para saber se uma pessoa estava dizendo a verdade ou não, era necessário que ela colocasse a mão dentro da boca. Se ela estivesse mentindo, a boca devoraria a sua mão. Os homens levavam suas esposas, principalmente para desvendar assuntos obre a (in)fidelidade conjugal. 😦

A Bocca fica do lado de fora da Igreja de Santa Maria in Cosmedin. Para tirar uma foto com a mão dentro da boca, é preciso enfrentar uma fila gigante. Fica um guardião organizando e acelerando o povo. Você tira foto até com pressa, porque ele fica gritando e fazendo gracinha com você. É divertido, para quem não está sendo o motivo da piada..hehe.

Uma observação interessante é que a Igreja, onde fica a Bocca é uma igreja a católica de rito grego, que até hoje tem uma missa celebrada nessa língua. Lá dentro você pode visitar algumas catacumbas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Como eu não sabia que, neste dia, eu entraria na igreja, fui com trajes não adequados (como eles dizem). O guardião da Bocca, que também é responsável pela entrada da igreja, olhou pra mim, começou a rir e tacou 1 km de pano (sei lá como isso chama), falando que eu precisava de muito. Kkkk. Veja o resultado disso na foto! Será que eu estava à vontade?

20170601_163114

Mais fotos do entorno da Igreja:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ah. Próximo dali, haveria uma missa do Papa Francisco. Veja a estrutura montada! Ao fundo o Fórum Romano e Paladino.

20170601_165725

#TBT: Birra Peroni – Piazza San Marco (Veneza)

20170525_195833.jpgA partir de agora, o #TBT muda de país. Sonho realizado é sonho compartilhado: Conhecer um pouco da Itália. Apesar de lá ter muita comida deliciosa, também achamos cervejas da melhor qualidade!

Para começar, falarei de uma das cervejas mais tradicionais da Itália: A Standard American Lager da Peroni. Mesmo sendo industrializada é uma cerveja de excelente qualidade. Tem um leve destaque de malte no sabor, já o amargor é mais discreto. O teor alcoólico é leve também de 4.7% ABV

logo_smallA Birra Peroni (Birra = Cerveja em italiano) foi fundada em Vigevano, na Itália, em 1846. Em 2003, Isabella Peroni, última proprietária da fábrica, vende a maioria das ações para a empresa sul africana SABMiller.

Atualmente, a Peroni tem três fábricas: em Roma, Bari e Padova. Além de um Malteria, a Saplo de Pomezia. A produção anual de cerveja  é de 5 milhões de hectolitros, dos quais mais de 1 milhão são exportados. Tá bom ou quer mais?

antico-fornoEsta nós tomamos em uma das milhares de pizzarias que oferecem pizza em pedaço em Veneza, a Antico Forno Venezia. É tipo um fast food de pizza, onde elas já estão prontas na estufa. Os sabores não são muito diversificados. Você escolhe o sabor, eles colocam no forno com lenha. Pronto, é sua. E come em pé. Nesta, a massa era gorda. Imagina a bagunça pra comer sem prato… E a cerveja se bebia em copo de plástico. Mas o que vale é a experiência e o sabor!

20170525_200245.jpg

20170525_200204.jpg

20170525_195840.jpg

 

 

 

 

 

 


20170525_151459

O ponto turístico é a Praça de São Marcos (Piazza San Marco), em Veneza (Venezia). O principal ponto turístico e a única praça de Veneza. Construída no século IX, foi estendida para a sua forma e tamanho atuais em 1177, quando o rio Batário e um porto foram aterrados.

Na praça, fica a Basílica de São Marcos (arquitetura bizantina), o Palácio Ducal de Veneza (também conhecido como Palácio do Doge, e uma obra-prima do gótico veneziano, gigantesco), o Campanário da Basílica e outros edifícios. É tudo muito grande e eu penso daqui: Como construíram esses monumentos em cima do rio e do mar, e naquela época?

Além desses monumentos, tem alguns cafés que, à noite, tem cantores/bandas apresentando músicas típicas italianas. Aí você sente realmente na Itália. De dia, a praça fica abarrotada, eu disse abarrotada de turistas e pombos também. Lá pede para não alimentá-los. Mas, não adianta muito.

A fila para entrar em tudo é grande, assusta! Mas anda bem rápido. Entramos na Basílica e subimos na Torre. Vale a pena. É alto, mas vai de elevador e dá pra ver Veneza toda lá de cima.

A Praça de São Marcos é o lugar mais baixo de Veneza, e quando a água sobe no Mar Adriático por tempestades ou excesso de chuva é o primeiro a inundar. A água drena diretamente para o Grande Canal. Mas quando a maré sobe tem o efeito inverso, e a água do canal escoa para a praça. Por isso, não é muito indicado ir para Veneza em época de chuva.

Nos próximos #TBT`s falarei mais sobre essa cidade, que é encantadora e difícil de entender como existe…rs

Enquanto isso, veja mais fotos da Praça de dia e de noite.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ahhhh, a Itália! Até o próximo!