#TBT: Cerveza Imperial – Puente de la Mujer

cerveza imperial

O #tbt é mais uma tradicional em Buenos Aires, a Lager da Cerveza Imperial. É uma cerveja leve. Não tem nada que se destaca em seu aroma e nem eu seu sabor. E, como manda o estilo, é pouco encorpa.

Apesar de ela não ser artesanal, achei ela boa de tomar. Não é “complexo de vira-lata”, mas ela é melhor que as nossas de milho. Não tem aquele gosto ruim, enjoativo.

Prova que ela é levinha é seu IBU que é 15. Já seu teor alcoólico é 5,5% .

cerveza imperial

A Cerveza Imperial é uma cerveja com raiz argentina, fabricada na cidade de Santa Fe, e em Luján , província de Buenos Aires, pela Cervecería Santa Fe, cuja proprietária é a Compañía de Cervecerías Unidos (CCU) Argentina.

A Cerveza Imperial surgiu em 1953, quando a Quilmes criou a Imperial Quilmes, superior à Cristal.

Com a venda da Quilmes para a Ambev, uma das exigências do Estado para aceitar a venda era que a multinacional separasse algumas marcas, incluindo a Imperial.

Em 2007, ela foi comprada pela CCU Argentina, a empresa que produz a cerveja Imperial hoje em dia. No momento, são feitos seis estilos: Weissbier, Cream Stout, Amber Lager, APA, IPA e a Lager.

Cerveza Imperial

Mais detalhes: www.cervezaimperial.com.ar


20180411_144056.jpg

O prato de hoje, foi meu primeiro almoço em Buenos Aires. Como estávamos na correria de uma capital, resolvemos entrar em uma galeria para ver se tinha algo para comer. Nos deparemos com a Deliceto, que é uma espécie de lanchonete/restaurante fast food.

O lugar não é bom para quem come com os olhos, rs. Eles deixam tudo que têm disponível à mostra, os pratos prontos, tortas, bolos, salgados. Você escolhe o que quer, aí se for quente, só esquentam. Se não, só entregam. E ó esquema é, pagou, pagou, vazou!

Escolhi essa massa que estava muito gostosa. Amo qualquer coisa que tem creme branco, queria outro, mas tinha pressa! Era molho branco com presunto e champion. Ah, e o preço é muito bom!

deliceto


O ponto turístico é mais um clássico de Buenos Aires: a Puente de la Mujer, onde tomei a Imperial.

20180410_183810

É uma ponte de pedestre giratória com um dos mecanismos de giro maiores do mundo. Ela abre para a passagem das embarcações à vela que navegam pelos diques do Puerto Madero.

20180410_183830

A obra foi feita na Espanha, doada à cidade e inaugurada em 2001.  Seu design moderno foi inspirado na imagem de um casal dançando tango. O mastro representa o homem e a silhueta curva simboliza a mulher.

A ponte fica em Puerto Madero, um dos bairros mais chique de Buenos Aires.

20180410_213706

Uma curiosidade do bairro é que ele homenageia as mulheres, dando nome de mulheres a diversas ruas e avenidas importantes. E a ponte é o desfecho dessa homenagem: Ponte da Mulher.

A qualquer hora ela é linda para ficar admirando. Por isso, recomendo ir de tardinha. Você consegue vê-la, imponente, dividindo o lado moderno e o tradicional do bairro. E, à noite, ela fica iluminada. Lindona também!

20180410_215941

Falei um pouco sobre o bairro aqui: Puerto Madero

#TBT: Birra Menabrea – Fontana di Trevi (Roma)

tbt-original.jpg

E o #tbt de hoje é com essa legítima italiana: a Birra Bionda (Cerveja Loira) da Birra Menabrea. Uma Premium American Lager, que leva, sim, o famoso milho. Porém, é uma cerveja feita com qualidade. Com aroma e sabor maltados e o amargor é bem leve. Não é como “as de milho” daqui, mesmo porque não sabemos a quantidade usada. Em geral, é uma cerveja leve, fácil de tomar!  Seu ABV é 4,8% 😊

menabrea.png

A Birra Menabrea surgiu em 1846, na cidade de Biella (próxima a Milão e Turim), na Itália. Seu nome é inspirado no sobrenome dos seus criadores. São produzidos anualmente cerca de 100 mil hectolitros de cerveja, parte para exportação em vinte países.

Além da Bionda, eles fabricam também a Ambrata (Premium Amber); a Strong (Premium Strong); a Rossa (Double Malt); a Weiss (Unfiltered); a 1846; e as comemorativas de 150 anos da cervejaria.


O prato do dia é essa maravilha de calzone. É mais um prato que os dois “zoiudos” pediram um para cada. Não lembro o recheio. Mas, por lá, as massas não vem com recheios com muito incremento igual aos nossos. Devia ser molho de tomate com calabresa . Aí você pede achando que vai vir um “trem” pequeno. Mas chega essa massa desse tamanho. E, para variar, um olhou pro outro, respirou fundo, e falou: Bora que temos muito pra andar. Delicioso! Comi tudo, viu mãe! Olha minha cara de: Vamos lá!


O ponto turístico é o lugar mais cheio que já vi na minha vida: A Fontana di Trevi. É um dos principais pontos turísticos de Roma. Você pode ir lá em qualquer hora. 9h da manhã, 23h, qualquer hora está lotado, com uma pessoa em cima da outra. É difícil achar um espacinho para tirar uma foto.

20170531_184429.jpg

Historinha: Teve uma moça que saiu do lugar em que estava e eu entrei no lugar dela pra tirar uma foto. Ela começou a me xingar, nervosa. Eu falei: Calmaaaa moça! Vou tirar uma foto só e saio! Aí ela viu o exagero dela e me pediu desculpas. Depois que tirei a foto, saí e ela estacionou lá de novo. Ai gente! Tanta coisa para fazer em Roma, e tem gente que fica pendurada em uma fonte. Me poupe!

A fonte é realmente linda! Eu cheguei e custei para conseguir fechar a boca. Grande (é a maior de Roma, com cerca de 26 metros de altura e 20 metros de largura), com os monumentos branquinhos e a parte da água azulzinha. É muito linda mesmo. Mas precisa ficar essa multidão o tempo todo lá? Estou achando que tem gente que não fica em hotel, fica na fonte. Não é possível.

fontana di trevi

De acordo com a história, a fonte foi construída em 19 a.C. Porém, seu aspecto final data de 1762. O nome de Trevi deriva de Tre Vie (três vias), já que a fonte era o ponto de encontro de três ruas.

Existe a tradição de atirar uma moeda de costas para a fonte para poder voltar à Roma. Em 2016, foram recolhidos um milhão e meio de euros que foram usados em projetos beneficentes.

Vejam aí mais fotos desse “trem” lindo:

Este slideshow necessita de JavaScript.