#TBT: Tennent’s Super – Pantheon

20170601_222647

A cerveja desse #tbt não é italiana, mas, como foi bebida nas ruas de Roma, ela faz parte dessa boa lembrança. Sim, lá existiam algumas lojas que vendiam cervejas semi-geladas. E, nós, como legítimos brasileiros, pegávamos uma para sair andando pelas ruelas escuras daquela cidade.

Essa aí é Tennent’s Super, uma Strong Lager, da Wellpark Brewery (Glasgow- Escócia), fabricada desde 1885 é a mais vendida do seu país. É uma cerveja diferente, pois é uma lager bem forte. O teor alcoólico é de 9,3%. Apesar disso, ela é bem fácil de beber, não é licorosa como as cervejas com alto teor. Você só sente o álcool no final. Seu sabor é predominantemente maltado (doce), com um amargor bem leve no final. Adorei!

A Wellpark Brewery é uma cervejaria situada em Glasgow, Escócia. Fundada em 1740, por Hugh e Robert Tennent, comprada pela antiga Inbev.


O prato não pode ser diferente né?! Afinal, a Itália “foi feita” pra comer! Esse aí é o Talharim à bolonhesa (tagliatelle alle bolonesi). Infelizmente, não lembro o nome do restaurante. Mas, na Itália, não tem erro. Entre em qualquer “biboca” que você vai comer deliciosas massas e molhos! Fotinho para dar água na boca.

20170531_143817.jpg


O ponto turístico é mais um lugar superconhecido da Itália: o Panteão (Pantheon). Construído em Roma, por volta de 125 d.C., sua cúpula é ainda hoje a maior cúpula de concreto não reforçada do mundo. Isso deixa muito arquiteto encucado! Nessa cúpula, fica um “buraco” redondo, por onde entra o sol.

20170531_155213

A construção é um “trem”gigantesco. E, como a praça onde fica é bem pequena, você não consegue ver e muito menos tirar foto dele todo. Ah, e na praça ainda tem uma fonte gigante (que novidade, fonte na Itália). A localização é bem gostosa, tem alguns restaurantes, sorverterias etc.

O Pantheon é uma das mais bem preservadas estruturas romanas antigas, e olha que sempre esteve em uso. Hoje, é usado como uma igreja católica, onde acontecem missas e celebrações todos os dias. Do lado de dentro, é tão espaço que cabem as celebrações, com as centenas de turistas curiosos, como eu!

20170531_153818

Lá também encontram-se as tumbas dos reis da Itália: Vittorio Emanuele II e Umberto I, além da tumba do famoso pintor Raffaello Sanzio (Rafael).

Vamos de fotos!

 

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

#TBT: Peroni Gran Riserva -Altare della Patria (Roma)

pgr-calice-doppio-malto.png

Bora para mais uma cerveja legitimamemente italiana?

O #TBT, dessa vez, traz essa versão especial da Birra Peroni. A Peroni Gran Riserva foi criada, em 1996, para comemorar o 150º aniversário da cervejaria. A Doppio Malte é do tipo bock e, como o nome mesmo diz, leva duplo malte. Essa carga mais alta de malte a torna uma cerveja com sabor mais adocicado com um leve frutado. Seu amargor é médio. E o teor alcoólico é bem fortinho: 6,6%.

Sobre a Birra Peroni eu já falei em outro #TBT. Dê uma olhadinha clicando aqui.


A massa italiana deste #tbt é mais uma delícia típica: Penne ao molho pesto. Ahhhh, tem coisa mais italiana que isso? M ama mia! Este aí, comemos no Vaticano também.

20170530_173045


E o ponto turístico não aparece na TV e em filmes mas, além de lindo e imponente, é um importante monumento que representa uma parte da história da Itália.

20170531_141748

20170531_135619Acho super legal quando um país valoriza os personagens que ajudaram a construir a sua história. E este monumento foi exatamente para isso, de forma exagera, mas… Conhecido como Altare della Patria ou Monumento Nazionale a Vittorio Emanuele II ou ainda Il Vittoriano, esse monumento foi construído homenagem a Vítor Emanuel II da Itália, primeiro rei da Itália unificada e considerado o pai da pátria italiana.

Inaugurado em 1911 e completado em 1935, o monumento foi feito de puro mármore branco, ele se destaca podendo ser visto de vários pontos de Roma, além de ser o único prédio branco em meio aos diversos prédios marrons e clássicos que o rodeiam. Foi apelidado pelos turistas como “Bolo de Casamento” e pelos romanos como “Máquina de Escrever”.

IMG_7241

Além da linda escadaria, o monumento tem fontes, uma enorme estátua de Vítor Emanuel e duas estátuas da deusa Vitória que guiam duas quadrigas. Do lado de fora, ficam dois soldados o tempo inteiro protegendo uma chama eterna que fica exatamente na tumba do soldado desconhecido.

 

Do lado de dentro fica um museu dedicado à unificação da Itália e há um elevador panorâmico que dá acesso ao topo do monumento, onde se pode ter uma visão panorâmica da cidade de Roma.  Não subimos, para ser sincera, porque não estávamos aguentando ver mais nada! Mas dizem que a visão é linda!

20170531_140206

#TBT: Dreher – Coliseu (Roma)

20170529_193305.jpg

A cerveja deste #tbt é mais uma legitima italiana: a Pilsen da Dreher Birra. Fabricada desde 1773, é a primeira cerveja italiana. E que responsabilidade, hein?! É uma cerveja bem leve com o final um pouco amargo. Ideal para ser bebida no dia a dia. Sim, ela também tem milho, porém não é aguada como as daqui. Seus ingredientes são: água, malte de cevada, milho e lúpulo. O seu ABV é 4,7%.

A história dessa cervejaria é meio confusa. Então não entrarei em detalhes. Mas, conclui que ela foi criada em Trieste, na Itália, por uma família de tradição cervejeira, os Dreher, em 1773.

índiceComo a família é de cervejeiros, Anton Dreher, um dos filhos do mestre cervejeiro Franz Anton Dreher (que criou a Dreher),   começou a administrar a cervejaria da família e passou a produzir cerveja também, se não me engano, em Viena (Áustria), em 1841, e tornou-se o primeiro “Lagerbier” do mundo. O primeiro a fabricar uma lager, cerveja de baixa fermentação de alta qualidade.

Desde 1974, a produção e comercialização da cerveja Dreher na Itália é gerenciada pela Heineken Itália SpA, com sede administrativa em Milão .


O prato do dia é o Spaghetti a Carbonara. De tudo que comi no país das massas, essa foi a melhor. Ô trem delícia!

Não lembro o nome do restaurante. Só lembro que ele ficava no Vaticano.


O ponto turístico foi mais um sonho realizado. Símbolo do Império Romano, enfim chegou meu dia de conhecer o Coliseu (Colosseo)!

20170531_095359.jpg

O Coliseu é o maior anfiteatro já construído. Ele foi erguido no centro de Roma, em 70 e 90 d.C (núuu). Estimasse que ele poderia abrigar entre 50 a 80 mil espectadores. O local recebia combates de gladiadores que lutavam entre si e com animais, além de receber espetáculos públicos.

Os primeiros combates disputados para comemorar a conclusão do Coliseu duraram cerca de 100 dias e se estima que, só nesse período, centenas de gladiadores e cerca de 5 mil animais ferozes tombaram mortos.

As apresentações de luta no Coliseu eram gratuitas. Os espectadores se dividiam nas arquibancadas em cinco diferentes setores conforme sua posição social. Os senadores de Roma sentavam bem próximos da arena de combate, as pessoas de baixa renda, por exemplo, ficavam no último piso do estádio. Havia uma entrada exclusiva que dava acesso ao camarote destinado ao imperador romano e seus convidados. Essa tribuna especial ficava num ponto privilegiado do anfiteatro, bem próximo à arena, onde o imperador era reverenciado pelos gladiadores antes dos espetáculos com uma saudação que se tornaria famosa: “Salve, César! Aqueles que vão morrer te saúdam”.

batalha naval.jpg

Sabia que até encenação de batalhas navais eram feitas lá? A arena era inundada parcialmente, através da água vinda de aquedutos, para que as embarcações pudessem flutuar. Depois a água era rapidamente escoada por canais.

Lá você pode alugar um àudio-guia que conta muitas histórias.

 

Embora parcialmente arruinado por causa de danos causados ​​por terremotos e saques, o Coliseu é ainda um símbolo da Roma Imperial. É uma das atrações turísticas mais populares da capital italiana, que recebe em torno de 4 milhões de turistas.

Ao entrar, você fica imaginando “como eles conseguiram, naquela época, construir algo tão complexo e imponente?”. Apesar de ter perseverado bastante coisa, lá você tem que trabalhar com a imaginação. Imaginei aquelas arquibancadas lotadas e, lá no centro, as batalhas “comendo soltas”. Embaixo da arena, tem uns labirintos, onde ficavam os animais e os gladiadores para entrar em cena.

Embaixo tem as fotos das ruínas dos labirintos e depois das arquibancadas. Use a imaginação!

Em 1990, o Coliseu foi reconhecido como Patrimônio Mundial pela UNESCO. Em 2007, o Coliseu foi inserido entre as novas Sete Maravilhas do Mundo.

Amei conhecer! Amo ver de perto esses lugares que só vemos na TV.

20170531_115141

Felicidade!