Cerveja de Guarda: Sabe o que é?

E se eu te contar que algumas cervejas podem ser guardadas por anos assim como o vinho?

Isso mesmo! São conhecidas como Cerveja de Guarda.

Cerveja de Guarda são algumas cervejas que podem ser guardadas por um determinado período. O fato de ela ficar algum tempo guardada potencializa algumas de suas características ou desenvolvem outras. Se tornam cervejas ainda mais complexas e ficam boa demais, digna de tomar de joelhos de tão boa.

Diferentemente dos vinhos, não são todas as cervejas que podem ser envelhecidas. A maior parte dos estilos de cerveja foram feitos para se consumir frescos. Porém, os estilos mais complexos, alcoólicos e encorpados como Imperial Stout, Doppelbock, Barley Wine , Belgian Dark Strong Ale, Tripel e Lambic, se adaptam bem a esse processo de guarda.

As características que devem ser consideradas para guardar uma cerveja:
– Alto teor alcoólico: acima de 8%;
– Cor da cerveja: Tem que ser escura. Existem exceção como algumas belgas tipo Dubbel e a Tripel;
– Pausteurização: As cervejas não-pasteurizadas são as ideais para guardar, pois os microrganismos continuam produzindo aromas e sabores. Já as cervejas pasteurizadas perdem praticamente todas as características que são realçadas no envelhecimento. Por isso, esse tipo não deve ser usado no processo de guarda. Eu já fiz com cervejas pasteurizadas e rolou.

Para que a cerveja envelheça de maneira adequada ela deve ser armazenada em pé, em um local escuro e climatizado, com uma temperatura entre 12°C e 18°C (é o ideal). Como muitas pessoas não tem um local climatizado, ou porão, guardam em um guarda-roupa mesmo.

Como não existe muitos estudos e teorias para essa prática, não é possível falar o tempo ideal para guardar cada estilo. O tempo pode variar de 6 meses a 20 anos.

No livro Tasting Beer, Randy Mosher cita alguns exemplos (citação do blog da Pri Colares): ​

  • Belgian Dubbel: 1 a 3 anos;
  • Belgian Trippel/ Strong Gold Ales: 1 a 4 anos;
  • Strong Ale/ Old Ale: 1 a 5 anos; 
  • Belgian Dark Strong Ale: 2 a 12 anos;
  • Barley wine, Imperial Stout: 3 a 20 anos;
  • Cervejas com ABV superior a 15%: indefinidamente

Como nosso paladar é individual, cada um vai sentir algo diferente que a guarda proporciona para a cerveja. No geral, as notas de toffee, mel, caramelo, baunilha e frutas vermelhas crescem, o corpo tende a diminuir, o álcool fica mais acentuado e o amargor diminui.

E aí? Animou escolher uma e guardar por algum tempo?

A dica que dou é esconder mesmo a cerveja. Que ai você não cai na tentação de abri-la antes do esperado.

Como armazenar a cerveja artesanal

depositphotos_72786421-stock-photo-shopping-cart-with-crates-beer-e1534215504820.jpg

Se você está achando que só vinho tem frescura para ser armazenado, está enganado!

Se a cerveja que você comprou, não é dessas de massa, tome cuidado com seu armazenamento, pois, dependendo de como você guardá-la, você pode ter uma surpresa desagradável ao abrir.

No estoque

item-20

Se você é igual a mim, a “psicopata da prateleira cheia”, é importante saber que as garrafas devem ser armazenadas em pé. Isso, porque, quando elas estão em pé, a quantidade de líquido que entra em contato com o oxigênio é menor (somente o gargalo), já quando ela está deitada a área com oxigênio é maior (praticamente toda a lateral fica com ar). Isso causa a oxidação da cerveja. Além disso, a garrafa deitada proporciona o contato do líquido com o material da tampa, acelerando sua deterioração. Às vezes, fica com gosto metálico.

Além disso, o local deve ter o mínimo de luz possível, já que a cerveja é bem sensível à luz. Essa exposição pode alterar o gosto das cervejas e diminuir sua vida útil. As garrafas de cor marrom e verde tendem a diminuir os efeitos da luz. Mas é bom evitar a exposição. E o ideal é que esse local seja mais fresco (entre 13 a 15°), já que o calor também deteriora a cerveja.

estoque de cerveja
Parte do meu humilde estoque

cervejja-rolha.jpg

Algumas pessoas gostam de armazenar por alguns meses ou anos certas cervejas, para envelhecimento ou experimentar diversas sensações que esta prática pode trazer. São cervejas especiais para isso, chamadas de “cerveja de guarda”. Alguns dizem que, para este tipo de armazenamento, quando a cerveja vem com rolha de cortiça, deve ser armazenada deitada. Como não tenho muita experiência com essa prática, prefiro não me meter. Mas faço guarda de algumas cervejas com rolha e elas ficam excelentes com o tempo.

Na geladeira

cervejeiros_armazenar.jpgDa mesma forma como no estoque da dispensa, a cerveja, na geladeira, deve ser armazenada em pé. Pelos mesmos motivos expostos acima.

Além disso, devem ser observados alguns detalhes como: evitar colocar a cerveja em pé na porta da geladeira, já que o abre-fecha sujeita a cerveja a alterações de temperatura e luz; evitar gelar no freezer que, já que ele pode ficar em uma temperatura baixa demais, pode deixar a cerveja “choca”, sem gás; evitar mudanças bruscas, como gelar e desgelar a mesma garrafa várias vezes.

Agora, se sua cerveja estiver em lata, ou não for artesanal, pode colocar do jeito que você quiser. Nada muda.

Quanto à temperatura ideal para servir uma cerveja, eu já falei aqui.

Ver sobre temperatura ideal

Coloque essas dicas em prática e veja como a sua experiência pode ser ainda melhor com nossas queridas artesanais!

Saúde!