#TBT: Hofbräuhaus Munique com para na Prefeitura

O retorno do #TBT é em alto estilo. Aterrizando na Hofbräuhaus de Munique, onde tudo começou.

A Hofbräuhaus original de Munique, a primeira, foi fundada em 1589 pelo Duque William V da Baviera para evitar ter que comprar cerveja da baixa Saxônia. A cervejaria era exclusiva do Duque. Apenas em 1828, a cervejaria foi aberta ao público. Durante a Segunda Guerra Mundial, toda a estrutura da cervejaria foi destruída num bombardeio, porém foi reconstruída em 1958.

HBHB

Na cervejaria é servido pratos típicos da Alemanha como joelho de porco, salsichas, saladas de batata e chucrutes. Não tenho nenhuma foto de pratos porque chegamos depois das 22h. Em todos os lugares que fomos em Munique eram assim, param de servir comida neste horário. E, às 23h, não servem mais cerveja. Para quem fica batendo perna até 21h (quando começa a escurecer por lá no horário de verão), 22h está cedo demais. Tivemos que ir adaptando e passamos a voltar mais cedo dos passeios.  Nossa sorte é que passaram umas vendedoras de pretzel (pão tradicional por lá), igual passa por aqui os vendedores de amendoim. Salvou a noite!

As cervejas não são tão variadas: Helles, Dunkel, Weiss, Radler (cerveja com limão), uma sazonal e uma sem álcool.

Tomei a Hofbräu Dunkel – cerveja escura com sabores de malte, com notas de chocolate e um toque de café. Tem um aroma leve. Álcool: 5,4%. Típica alemã. Tomei no Mass Krug, esse canecão de 1 litro.

HB
Cara de alegria

E para nos sentirmos ainda mais na Alemanha, rola uma banda que toca músicas tradicionais alemãs. E é uma verdadeira festa. Todos dançando e cantando, alguns em cima da mesa, pulando. E, quando tocam a famosa “Ein Prosit, ein Prosit der Gemütlichkeit” é o ápice. Todos levantam os seus canecões, cantando, brindam com os que estão a sua volta. É muito legal ver esse momento!

Do lado de dentro tem aqueles mesas e bancos imensos de madeira, compartilhados, onde você senta com outras pessoas. Já no quintal, ficam mesas mais individuais. Mas lá, os garçons custam para chegar. Ô luta!

HB

Outra coisa que achei interessante: As pessoas levantam da mesa, deixam o prato e a caneca de chope cheios e sozinhos, e nenhum garçom vai retirar. Deixam lá. Lá você tem essa liberdade, nenhum garçom querendo tirar seu chope para trazer mais.

Todo mundo deveria ter a oportunidade de passar um dia nesse lugar. Lá a gente mergulha na cultura alemã. Dá vontade de a noite não acabar nunca mais.

HB


O Ponto turístico escolhido para esse #tbt é o gigante e maravilhoso prédio da Prefeitura de Munique chamado de Neue Rathaus (Nova Prefeitura), construído entre 1867 e 1908 em estilo Neogótico. Sua cor é bem sóbria, parece aqueles castelos de filme de vampiro. Se quiser, pode subir em sua torre, de onde dá para ver boa parte de Munique.

Prefeitura

Sua atração principal é um relógio, conhecido como Glokenspiel.  Em determinadas horas do dia, esse relógio começa a tocar uma música e bonecos de madeira saem de dentro da construção dançando, deixando eufóricas centenas de turistas que por ali ficam só na expectativa de ver o espetáculo. As danças representam dois momentos históricos da cidade. Por sorte, chegamos juntos com os bonecos.

Bonecos

A Nova Prefeitura fica na Marienplatz, o ponto turístico mais famoso de Munique. Ali passam milhares de pessoas por dia. E tem de tudo, lojas de souvenires, de roupas, “camelôs”, restaurantes, cervejarias. Mistura o antigo com o moderno, o que acontece em toda Munique. Dá vontade de ficar ali por horas!

Prefeitura

Prefeitura

Espero que tenha gostado de aterrizar em Munique comigo!