“Janeiro seco”: o desafio de ficar sem consumir bebidas alcoólicas em janeiro

As confraternizações de dezembro e as festividades de final de ano são sempre regadas de muita comida e bebida. E quem gosta de aproveitar cada minuto já sabe, dia 1º de janeiro é o dia Nacional da Consciência Pesada. Junta esse excesso com a necessidade de refletir e repensar sobre o novo ano, muitas pessoas começam a se planejar e criar metas para o ano que chegou e uma meta que não falta é o cuidado com a saúde.

Para incentivar as pessoas a serem mais saudáveis e a repensarem o consumo do álcool, no Reino Unido, janeiro é marcado pelo movimento “Dry January”, em que é incentivado o não consumo de bebidas alcoólicas durante todo o mês, em prol de uma melhoria no bem-estar.

Esse movimento surgiu após a iniciativa da britânica Emily Robinson de inscrever, em 2011, para sua primeira meia maratona. A corrida aconteceria em fevereiro, e para facilitar o treinamento, ela decidiu desistir das bebidas alcoólicas em janeiro. Os efeitos foram positivos, Robinson perdeu peso, dormiu melhor e sentiu maior energia para correr.

Em 2012, Emily decidiu cortar o consumo de álcool novamente em janeiro e começou a trabalhar na organização Alcohol Change UK. Em 2013 o projeto “Dry January” foi lançado oficialmente como um desafio para a poupalão inglesa. Naquele ano, 4.000 participantes voluntários aderiram ao desafio. Em 2021, mais de 130.000 pessoas se inscreveram para iniciativa. A regra é uma só: sem álcool desde quando você acorda no dia 1º de janeiro até o dia 1º de fevereiro.

O lema é o seguinte: Não se trata de desistir de nada. É sobre receber algo em troca. Recupere sua diversão. Recupere sua energia. Recupere a sua calma. Pegue VOCÊ de volta.

Desde então, todos os anos a campanha acontece e conta até com um aplicativo aplicativo Try Dry, que auxilia no monitoramento do consumo de álcool, a definir metas pessoais, além de oferecer informações, como calorias e dinheiro economizado por não beber.

Os benefícios

Em 2019, a Universidade de Sussex publicou um estudo que mostra os resultados dos participantes da campanha no ano anterior. Mais de 70% deles disseram que estavam dormindo melhor, 67% com mais energia ao longo do dia e 54% perceberam uma melhora na pele.

Os benefícios ainda vão além: 88% disseram que a campanha se converteu em economia financeira e 82% alegaram estarem refletindo sobre o consumo da bebida alcoólica.

Segundo a campanha, “mais importante ainda: é uma forma de redefinir sua relação com o álcool e beber de forma mais saudável o ano todo”.

Pende nisso!

Desde que começou a pandemia, em março de 2020, temos lido reportagens, ouvido depoimentos de que as pessoas, pelo fato do isolamento social, têm consumido mais bebida alcoólica.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro do Fígado (Ibrafig) mostra que 55% da população brasileira tem o hábito de consumir bebidas alcoólicas, sendo que 17,2% delas declararam aumento do consumo durante a pandemia de Covid-19, associado a quadros de ansiedade graves por conta do isolamento social.

Portanto, é sempre bom repensar nos seus hábitos, não só em relação a bebida alcoólica, mas também em relação à prática de exercício físico e à alimentação mais saudável.

Como eu sempre digo no meu Instagram, o equilíbrio é sempre a melhor maneira de viver com qualidade.

Topa o desafio?

Eu faço isso desde 2018. E só descobri esse desafio este ano. Sempre fiz isso por causa dos excessos do mês de dezembro. São muitas confraternizações, muitos encontros, ainda tem o recesso de fim de ano, e a gente acaba comendo e bebendo mais do que precisa

Por isso, todo dia 1º de janeiro eu paro de beber bebida alcoólica e só volto no dia 1º de fevereiro. Afinal, o corpo vai precisar ter força para mais 11 meses. Um mês é só uma respirada, uma puxada de fôlego. Não faz falta mesmo, ainda mais que, agora, temos diversas opções de cerveja sem álcool de qualidade.

Durante o mês, eu fico na cerveja sem álcool. Por quê? Porque suco é muito mais calórico e refrigerante nem se fala.

Então, se você quiser fazer esse desafio, pode ser em outro mês, o importante é dar um tempo de um mês. Aí vão dicas de cerveja sem álcool boas de tomar que vão fazer você não sentir falta da cerveja com álcool. Atenção! Algumas podem conter até 0,5% de teor alcoólico, o que é permitido pela legislação brasileira:

Dicas de Cervejas Sem Álcool

Primeiro, minhas top três:
1º: Wäls Session Free, Session IPA sem álcool
2º: Paulaner Hefe-weissbier Non-Alcoholic
3º: Heineken Zero Álcool

Mais 15 dicas para todos os bolsos e gostos:

– Erdinger Alkohofrei
– Leuven Kindon – American Wheat Beer sem álcool
– Destroyer – Pilsen Zero Álcool
– Roleta Russa Easy IPA – IPA sem álcool
– Estrella Galicia 0,0
– Estrella Galicia Black 0,0
– Estrella Galicia Tostada 0,0
– Campinas Cervejaria IPA Zero
– Hoegaarden 0,0% – Witbier sem álcool
– Warsteiner Fresh – German Pils sem álcool
– Dádiva Sem Álcool – Golden Ale sem álcool;
– Blondine Session IPA Zero Álcool;
– Blondine Session IPA com maracujá Zero Álcool 
– Baltika Zero – Witbier sem álcool
– Plier Malzbier Zero Álcool

No Instagram, eu criei uma pasta só com os posts de Cerveja Zero. Eu falo sobre todas essas cervejas. Para ver todas é só passar passar as imagens. Para ler a minha análise sobre cada uma, é só clicar na imagem da cerveja que aparecer. Clique aí para conferir essa seleção: Dicas de Cerveja Sem Álcool

Aqui, eu falo como é retirado o álcool da cerveja e mais informações e curiosidades sobre as cervejas sem álcool.

Para saber mais sobre o Dry January | Alcohol Change UK, acesse: https://alcoholchange.org.uk/

Um comentário em ““Janeiro seco”: o desafio de ficar sem consumir bebidas alcoólicas em janeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s