Curiosidades cervejeiras

Levedura: a alma da cerveja

levedura

Hoje vou falar do último, e não menos importante, ingrediente para produzir uma cerveja de qualidade: a Levedura. Sem ela não tem cerveja. O malte e o lúpulo, podem ser substituídos em parte ou totalmente, já a levedura não tem como ficar de fora. Por isso que, sem ela, não existe cerveja.

O que é a levedura?

As leveduras cervejeiras são micro-organismos (fungos) que são usados durante a fermentação da bebida. Elas são líquidas ou em pó, divididas entre as de alta fermentação (para fazer cervejas do tipo Ale) e baixa fermentação (para cervejas do tipo Lager). Por isso é necessário escolher a levedura certa para o estilo que se deseja criar.

Função da levedura

levedura-liquida-4-1024x682

Como falei no post sobre malte, o malte é o responsável por fornecer açucares e nutrientes para as leveduras. Ao se encontrarem, as leveduras consomem esses açúcares e o transformam em álcool e gás carbônico. Daí surge o álcool presente na cerveja. Já o gás carbônico forma, também, a tradicional espuma.

Além disso, ela pode participar de todos os atributos sensoriais, como cor, limpidez, aroma e sabor da cerveja.

Quando você sente aqueles aspectos florais ou frutados, por exemplo, nas cervejas de trigo, o frutado que lembra a banana e o cravo, são as leveduras em evidência.

Assim como nas cervejas belgas, em que a levedura está em 1º plano. Nas inglesas, são os maltes que estão em evidência e nas cervejas americanas são os lúpulos.

A levedura é usada na fabricação de todas as cervejas, mas nem sempre ela é a protagonista. Vamos ver sobre isso seguir.

Tipo de leveduras

Já foram catalogados mais de 2.800 espécies de leveduras, separadas em quase 80 gêneros, porém, somente 4 são próprias para a fabricação de cerveja:

alta fermentaçaoDe alta fermentação (Saccharomyces cerevisiae): que produzem as Ales. Fermentam em temperaturas mais altas. Conhecidas como de alta fermentação também por subirem à superfície durante o processo de fermentação. Sua ação é rápida, dura dias ou semanas.  Produzem bebidas tendencialmente mais alcoólicas, densas e escuras. Produzem aromas mais frutados. Nesse tipo de fermentação você sente este sabor frutado, floral, porque as leveduras ficam em evidência.

baixa fermentaçao

De baixa Fermentação (Saccharomyces uvarum): que produzem as Lager. Fermentam em temperaturas mais baixas. Conhecidas como de baixa fermentação, porque durante o processo elas se depositam no fundo do fermentador. Sua ação pode durar até um mês. Produzem cervejas mais neutras, leves, menos aromatizadas e com boa formação de espuma, como a Pilsen. Aqui o malte e o lúpulo estão em evidência, por isso não sentimos tanto os sabores provocados pela levedura.

tanque-fermentacao-cerveja
Fermentação espontânea

Fermentação espontânea (Brettanomyces sp): que produzem as Lambics. Conhecida como fermentação espontânea, pois a bebida fica exposta ao ambiente de maturação. Assim, a fermentação ocorre a partir de leveduras selvagens e bactérias presentes no ambiente. Sua ação é bem lenta e pode durar de 1 a 3 anos em temperatura ambiente. Resultando em cervejas complexas, com características ácidas, cítricas, acéticas.

Saccharomyces bayanus: usada em champanhes, também é utilizada para fermentar lentamente cervejas mais alcoólicas.

Algumas curiosidades sobre a levedura:

img2

– É considerado uma ótima fonte de proteínas, vitaminas e sais minerais. Contém um alto teor proteico, porém não possuem gorduras;

– A cerveja contém pelo menos 62 proteínas, 40 delas provenientes da levedura. Essas proteínas são fundamentais para formar a espuma da cerveja;

– Contém vitaminas do complexo B e minerais como potássio, cromo e ferro;

– O levedo de cerveja é usado como fitoterápico no tratamento de formas crônicas de acne e furunculoses e como suplemento vitamínico do complexo B. O levedo de cerveja também é utilizado para recomposição da flora bacteriana intestinal.

img_15572.jpg

Enfim, encerrando os posts sobre os principais ingredientes para se fazer uma cerveja, aprendemos que a água dá volume, o sabor, a espuma e a drinkability. O malte define a cor da cerveja, o corpo e o sabor. O lúpulo dá o tempero, o aroma e conserva a bebida. Agora, a levedura é que transforma tudo isso em cerveja definindo o teor do álcool e auxiliando no corpo, aroma e sabor da bebida.

formula
Imagem: http://www.comofazercerveja.com.br

Espero ter ajudado com suas dúvidas!

8 comentários em “Levedura: a alma da cerveja

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s