Sem categoria

Cerveja e atividade física combinam?

Quem disse que cervejeiro não combina com atividade física?

fhl16corr3428
Minha primeira corrida de 15 km – 16º lugar geral – Tempo: 01:23:18

interrogacao

Combina sim! E é para falar disso que estou aqui.

Sei que o blog é para falar de cerveja e tudo que gira em torno dela. Porém, como uso o Instagram para mostrar um pouco (MUITO POUCO) da minha rotina de exercícios físicos, recebo muitas perguntas do tipo: Como você consegue ser cervejeira e fazer atividade física? Como você corre esse tanto? Como você não tem barriga de cerveja? (rs).

Então, resolvi ajudar meus colegas cervejeiros como eu. Lembrando que minha formação é em Jornalismo. Por isso, o que vou passar aqui é apenas minha experiência e aprendizado de 11 anos, ininterruptos, de muita atividade física. Inclui a cerveja nesse meio tempo e, hoje, sou uma amante das duas coisas. Não largo nem uma nem outra.

Atenção: É sempre recomendado procurar por um nutricionista e um educador físico para que eles possam te dar as coordenadas certas, de acordo com seu objetivos! Aiaiai!

corrida_com_cervejaAqui, não vou falar de emagrecimento, nem nada. Não vim falar só para gordinhos ou só para magrinhos. Mas vim falar para cervejeiros sobre como eu consigo conciliar a cerveja com a atividade física.

Aqui vão minhas cinco dicas que respondem alguma daquelas perguntas que falei no início deste texto:

1ª Ter força de vontade: Vou te dizer que não é fácil começar uma atividade física. O principal de tudo é você querer, ter força de vontade, essa vontade tem que surgir de você, não dos outros enchendo o saco que “você precisa dar um jeito na barriga.”. Se você não tem vontade, nem comece!

2ª Escolha algo que te dê prazer. “Ah mais nada me dá prazer a não ser tomar cerveja!” Paaara, paaara. Deixa o alcoolismo um pouco de lado. Alguma coisa você tem um mínimo de gosto. Caminhada, corrida, bike, luta, dança, musculação, natação, hidroginástica, pular corda, skate, patins, patinete… Existem infinitas formas de você se exercitar. Escolha a sua!

a-importancia-da-ativiade-fisica-em-todas-as-idades.png

3ª Diminua a cerveja durante a semana. Você pode, sim, diminuir a quantidade de cerveja que bebe durante a semana. Se você bebe todos os dias, comece diminuindo a quantidade por dia. Depois, diminua os dias (por exemplo, só 4ª, 6ª e sábado). Vai ter um dia que você vai conseguir cortar bem os dias e ver que beber somente 6ª e sábado, por exemplo, dá de boa! Sem regra fixa. Porque tudo que você corta no extremo, você sente mais falta ainda. A tendência de que, quando for tomar, tome mais ainda. Então vai aos poucos, com consciência. Sem penitência!

4ª Aumente a frequência de exercício aos poucos. Aqui você já escolheu qual atividade vai fazer. E já está praticando. Comece fazendo em alguns dias da semana para não virar tortura. Com o passar das semanas/meses, aumente a intensidade do exercício. Vai chegar um tempo que seu corpo vai pedir mais esforço e mais treinos. Aí você aumenta a quantidade de dias de treino. Aqui, é o inverso da cerveja, você começa com pouco para, depois, aumentar. 🙂

Vou dar um exemplo meu. Quando comecei a fazer musculação, eu ia ARRASATANDO para a academia 3 vezes por semana. Meu corpo foi pedindo mais. Aumentei os dias, aumentei a intensidade, comecei a ver resultado naquele meu esforço e o que aconteceu? Hoje, eu vou, religiosamente, de 2a a 6a na academia. E, no sábado e/ou  domingo, faço somente aeróbico (corrida ou bike) intenso. Ou seja, tem semana que faço 6 e até 7 dias de exercício. Quando faço 7 dias, é exagero da minha parte. Mas, me sinto bem.

Foi assim com a corrida. Eu já comecei nos 10 km. Mas queria evoluir. Um dia corri 11 km, achei que fosse morrer. Tempos depois, o 11 km ficou normal, fui para o 13 km até chegar nos 15 km. Ainda não passei de 15 km, sei que posso, mas ainda não me deu vontade de aumentar e eu respeito isso para não virar um sacrifício. Se liga!

5ª Alimente-se com qualidade. Quando você não faz seu próprio almoço, vai no self service, e vê aquela quantidade de trem gostoso para comer (que é o meu caso), o que você tem que pensar? “Tem necessidade de eu colocar isso no prato?”. Eu comecei assim, cortando algumas coisas desnecessárias como a fritura e alguns carboidratos. Até um dia conseguir comer só o que é necessário para o corpo ter energia. Hoje em dia, por exemplo, eu consigo almoçar sem arroz. Glória a Deux! Mas não me privo dele 100%, quando acho que vou precisar de mais energia, eu como. Isso aí já é papo para uma nutricionista.

Voltando aqui no nosso papo cervejeiro… coma comida mais leve, somente o necessário, mas se permita sair dessa “regra” de vez em quando, para não ficar com abstinência…rs

Tudo com equilíbrio faz bem para o corpo e mente saudáveis!

comer-saudavel.jpg

Se você seguir essas cinco dicas que dei, você vai se sentir mais leve, mais disposto, vai querer fazer atividades físicas regularmente e vai beber com moderação, às vezes, até sem moderação, e sem culpa na consciência. Vai por mim!

Tudo é questão de querer e se adaptar!

Viu que não é fácil? Mas, se eu, cervejeira de plantão, consegui, você também consegue aliar as cervejinhas da vida com atividade física.

Começar é o mais difícil. Mas um dia tem que começar! E, aí…vira rotina e você vai tirar de letra. Quando assustar, não vai querer ficar sem nem um nem o outro!

O corpo, a mente e o coração agradecem! Obrigada de nada!

Dicas Extra (se você chegou até aqui, vai pegar essa dica delícia):

Nunca tome cerveja antes de fazer exercício físico. Mas, depois dele, se você já estiver de boa com seu corpo, rola de tomar uma log neck, afinal: O lúpulo é um antibiótico e melhora o sistema imunológico! Eba! 🙂 Mas, calma! Não é um happy hour é um pós-treino 😦

Fica aí algumas fotos dos meus treinos e corridas que participei, porque foto minha bebendo vocês já viram demais!

Destaques:

1                               2                              3

1- Corrida do Cruzeiro: Quando consigo levar até meus pais para correr;
2- Japa Wine Run: Quando corri somente 5 km (pela 1a vez, como já disse, sempre corri 10k para cima), pois estava com o pé machucado;
3- Bravus Speed: A pior corrida que já participei na vida. Cheguei em casa cheia de hematoma.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s